A cidade no conto 'O Brasão da Cidade' e o gesto performático narrativo de Franz Kafka

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.i28p242-253

Palavras-chave:

cidade, Kafka, performance, literatura, arte relacional

Resumo

A partir do conto “O brasão da cidade” de Franz Kafka propõe-se examinar a construção da imagem da cidade, assim como as relações nela estabelecidas dentre os habitantes. Ainda, literatura e arte relacional serão aproximadas, propondo identificar o conto como obra de arte e sua narração como gesto de exibição dessa obra, questionando a possibilidade de associação da ação performática que o texto desenvolve para o leitor com a noção de performance como prática artística inscrita na arte contemporânea.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Wielmowicki Uchoa, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Doutoranda em Letras na PUC-Rio, no programa de Literatura, Cultura e Contemporaneidade. Mestre em Comunicação na PUC- RJ.Possui graduação em História da Arte pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Licenciatura em Artes Visuais pela AVM/ Cândido Mendes. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teoria da Arte. Já atuou na área de produção e organização de exposições, eventos culturais e feiras de arte, projetos de editais para a unidade acadêmica, assessoria em pesquisas de moda, produção de textos curatoriais e tem experiência também na área de educação, além de possuir uma produção como artista visual. Atualmente trabalha com curadoria independente e projetos educacionais.

Referências

ANDERS, G.Kafka: pró e contra. Os autos do processo. Tradução de Modesto Carone. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

BERMAN, M. Tudo que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. Tradução de Carlos Felipe Moisés, Ana Maria L. Ioriatti. São Paulo: Companhia das Letras, 1986.

BOURRIAUD, N. Estética relacional. Tradução de Denise Bottman. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

CARONE, M. Lição de Kafka. São Paulo: Companhia das letras, 2009.

CARONE, M. “O discurso e a cidade: quatro esperas”. Literatura e Sociedade. Revista do Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, v. 14, n. 12, p.164-175, 2009.

GAGNEBIN, J. “Deslocamentos e deformações em Kafka”. Viso- Cadernos de estética aplicada. Revista eletrônica de estética – Programa de pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal Fluminense. Rio de Janeiro, v.4,n 17, p.1-14, 2015.

GOMES, R. Todas as cidades, a cidade. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

GONÇALVES, F. Comunicação e experimentações com a linguagem na performance. In: LOGOS–COMUNICAÇÃO E UNIVERSIDADE, ed. Ano 10- n 18- 1° Semestre/ 2003, Rio de Janeiro, UERJ,p. 10-29.

KAFKA, F.“O brasão da cidade”. In: KAFKA, F. Narrativas do espólio. Tradução de Modesto Carone. São Paulo: Companhia das letras, 2002.

KAFKA, F. A Metamorfose. Tradução de Modesto Carone. São Paulo: Companhia das letras, 1997.

PAZ, O. “A tradição da ruptura”. In: PAZ, O. Os filhos do barro; do romantismo à vanguarda. Rio de janeiro: Nova Fronteira, 1984.

RANCIÈRE, J. “Em que tempos vivemos?”. Serrote, Rio de Janeiro, n. 16, p.203-223Y, 2014.

SCHECHNER, R. “Performer”. Revista do PPG em Artes Cênicas, São Paulo, n.9, p. 333- 365, 2009.

SMITH, M.“V. Gordon Childe and the Urban Revolution: a historical perspective on a revolution in urban studies”.The town planning Review. Liverpool, v. 80, n.1, p. 3-29 2009.

SOUZA, E. “Cidades de morar, cidades de sonhar”. In: VILHENA, J., CASTRO, R., ZAMORA, M. (org.). A cidade e as formas de viver. Rio de Janeiro: Editora Museu da República, 2005.

Downloads

Publicado

2020-12-22

Como Citar

Uchoa, C. W. (2020). A cidade no conto ’O Brasão da Cidade’ e o gesto performático narrativo de Franz Kafka. Revista Criação & Crítica, (28), 242-253. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.i28p242-253