Quem ou o quê é criticado: prolegômenos da crítica da crítica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.i33p3-22

Palavras-chave:

crítica literária brasileira, inimizade, crítica da crítica, prolegômenos

Resumo

O texto parte da apresentação de um problema a ser definido como a acusação de disparate e a mobilização de um vocabulário jurídico que visa a neutralização a partir de reações diversas a críticas ao projeto intelectual e crítico de Antonio Candido. Tendo como início um texto de Anita de Moraes publicado na revista Cerrados, o artigo relê os argumentos da autora assim como apresenta algumas reações não só a esse texto, mas também de outros posicionamentos que buscam, de certa forma, barrar a possibilidade de discussão, ou seja, a crítica à crítica, quando a figura central se torna o já mencionado crítico, Antonio Candido. É a partir deste cenário, a crítica e suas reações diversas, que o texto busca discutir a possibilidade de se pensar se haveria, então, elementos capazes de determinar o que é e do que se trata uma forma de crítica da crítica, focando na tradição uspiana de crítica literária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Pomponio Saldanha, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

 Mestrando em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo (DTLLC-USP). 



Referências

ARANTES, Paulo. Formação e desconstrução: uma visita ao Museu da Ideologia Francesa. São Paulo: Editora 34, 2021.

ARAÚJO, Nabil. "O que é que resiste, afinal, na resistência à teoria? (Historiografia literária, violência canônica, domesticação da alteridade)". Criação & Crítica, São Paulo, v. 26, 2020.

BUTLER, Judith. "Em perigo/perigoso: racismo esquemático e paranoia branca". Tradução de Fabiana A. A. Jardim. Educação e Pesquisa, v. 46, 2020.

CANDIDO, Antonio. "O direito à literatura". In: CANDIDO, A. Vários Escritos. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2004.

CANDIDO, Antonio. "Literatura e subdesenvolvimento". A educação pela noite. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2006.

DERRIDA, Jacques. Espectros de Marx: o Estado da dívida, o trabalho do luto e a nova Internacional. Tradução de Annamaria Skinner. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1994.

DERRIDA, Jacques. Voyous. Paris: Galilée, 2003.

DERRIDA, Jacques. Gramatologia. Tradução de Miriam Chnaiderman e Renato Janine Ribeiro. Campinas: Perspectiva, 2013.

EAGLETON, Terry. "In the Gaudy supermarket: Gayatri Spivak" (1999). Disponível em . Acesso em 13 abr. 2022.

FUKUYAMA, Francis. The End of History and the Last Man. Nova Iorque: Free Press, 1992.

HÄGGLUND, Martin. Radical Atheism: Derrida and the Time of Life. Califórnia: Stanford University Press, 2008.

HUNTINGTON, Samuel P. The clash of civilizations and the remaking of world order. Nova Iorque: Simon & Schuster, 1996.

MBEMBE, Achille. Políticas da inimizade. Tradução de Sebastião Nascimento. São Paulo: n-1 edições, 2020.

MEARSHEIMER, John. J. The tragedy of great power politics. Nova Iorque; Londres: W. W. Norton, 2001.

MELO, Alfredo César B. "Pressupostos, salvo engano, de uma divergência silenciosa: Antonio Candido, Roberto Schwarz e a modernidade brasileira". ALEA, v. 16, n. 2, jul.-dez./2014.

MELO, Alfredo César B. A formação como nacional-ocidentalização. Revista Criação & Crítica, [S. l.], v. 1, n. 26, p. 136-148, 2020. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/criacaoecritica/article/view/166230. Acesso em: 10 nov. 2022.

MENDES, Flávio Pedroso. Lakatos, o Realismo Ofensivo e o Programa de Pesquisa Científico do Realismo Estrutural. Tese em Relações Internacionais. São Paulo: Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo, 2013. Orientador: Rafael Duarte Vila.

MORAES, Anita M. R. de. "A função da literatura nos trópicos: notas sobre as premissas evolucionistas de Antonio Candido". In: Cerrados, v. 26, n. 45, 2017.

MORAES, Anita M. R. de."Resenha: Fonseca, Maria Augusta; Schwarz, Roberto (Orgs.). Antonio Candido 100 Anos. São Paulo: Editora 34, 2018 (496 P.)". Criação & Crítica, n. 26, jun./2020.

NATALI, Marcos. A literatura em questão: sobre a responsabilidade da instituição literária. Campinas: Editora da Unicamp, 2020.

PACHECO, Ana P. "O radicalismo do radical de classe média: 'De cortiço a cortiço'". In: FONSECA, M. A.; SCHWARZ, R. (Orgs.). Antonio Candido 100 anos. São Paulo: Editora 34, 2018.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. "Literatura para todos". Literatura e Sociedade, v. 11, n. 9, 2006.

PILATI, Alexandre; CORPAS, Danielle dos S.; ARAÚJO, Homero V. "Apresentação". Cerrados, v. 26, n. 45, 2017.

OLIVEIRA, Renan R. de. As aventuras de Terry Eagleton contra o Pós-modernismo: um histórico do fronte (1981-2003). Dissertação em História (Mestrado em História Cultural)- Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017. Orientador: Márcio Roberto Voigt.

SCHWARZ, Roberto. "Fim de século". Sequências brasileiras. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

SCHWARZ, Roberto. "Leituras em competição". Novos Estudos CEBRAP, n. 75, jul./2005.

SCHWARZ, Roberto. "Antonio Candido 100 anos". In: FONSECA, M. A.; SCHWARZ, R. (Orgs.). Antonio Candido 100 anos. São Paulo: Editora 34, 2018.

SELIS, Lara. "A Dialética da Anarquia: sobre a teoria neorrealista de Kenneth Waltz". Carta internacional, v. 9, n. 1, jan.-jun., 2014.

WALTZ, Kenneth N. Man, the state and war: a theoretical analysis. Nova Iorque: Columbia University Press, 1959.

WALTZ, Kenneth N. Theory of International Politics. Nova Iorque: McGraw-Hill, 1979.

Downloads

Publicado

2022-11-11

Como Citar

Saldanha, F. P. (2022). Quem ou o quê é criticado: prolegômenos da crítica da crítica. Revista Criação & Crítica, 33(33), 3-22. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.i33p3-22