Concedamos a liberdade de traçar: brincando de escrever um Dicionário de perfeições inventadas na oficina de escrita

Autores

  • Mariana de Bastiani Lange Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v4i6p74-83

Palavras-chave:

Oficina de escrita, dicionário, Manoel de Barros, Roland Barthes, literatura e psicanálise.

Resumo

Este artigo visa desenvolver questões acerca da escrita, da infância e da educação, narrando a história da criação de um “dicionário de palavras inventadas”. Este dicionário foi criado por crianças que participavam de oficinas de escrita. Fundamentadas nas relações entre literatura e psicanálise, as oficinas de escrita foram desenvolvidas com diferentes grupos de crianças. A história do Dicionário de Perfeições Inventadas dialoga com os escritos de Manoel de Barros  e Roland Barthes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-04-15

Como Citar

Lange, M. de B. (2011). Concedamos a liberdade de traçar: brincando de escrever um Dicionário de perfeições inventadas na oficina de escrita. Revista Criação & Crítica, (6), 74-83. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v4i6p74-83

Edição

Seção

Artigos