Entre a sedução e a desconfiança: o jogo do autor e do leitor em Les Faux-Monnayeurs de André Gide

Autores

  • Isabelle Santos Bezerra Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v5i9p95-110

Palavras-chave:

André Gide, Les faux-monnayeurs, leitura, teoria mimética.

Resumo

O presente artigo visa a uma análise dos papéis do autor e do leitor na obra de André Gide, Les faux-monnayeurs. Por meio da discussão de alguns aspectos referentes aos estudos autobiográficos, às reflexões da estética da recepção e da teoria mimética de René Girard, propõe-se uma reflexão acerca da relação que pode haver entre um leitor ativo e o escritor. Além disso, propõe-se analisar de que forma a impressão de um relato autobiográfico permite uma reconfiguração da relação entre leitor e autor, gerando a possibilidade do estabelecimento entre eles de uma relação mimética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabelle Santos Bezerra, Universidade de São Paulo

Graduanda em Letras -Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2012-11-15

Como Citar

Bezerra, I. S. (2012). Entre a sedução e a desconfiança: o jogo do autor e do leitor em Les Faux-Monnayeurs de André Gide. Revista Criação & Crítica, (9), 95-110. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v5i9p95-110

Edição

Seção

Artigos