A tradução ética em “A prova do estrangeiro”

Autores

  • Maria Emília Pereira Chanut Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v5i9p161-173

Palavras-chave:

Antoine Berman, tradução, literatura, estranho-estrangeiro, alteridade.

Resumo

O presente trabalho propõe uma reflexão que é uma tentativa de resgatar a matriz temática do estrangeiro como questão relacionada com a própria estrutura do texto literário. Essa relação parte essencialmente da noção de alteridade, ou seja, da relação com o outro – o estranho-estrangeiro da obra no original – e que está presente desde o momento de sua gênese. Um exemplo concreto do desafio que se apresenta ao tradutor será analisado a partir do próprio título da obra em questão: L’épreuve de l’étranger nos coloca num impasse – é a experiência, ou a prova? Do estrangeiro ou do estranho? 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Emília Pereira Chanut, Universidade Estadual Paulista

Professora doutora de Língua Francesa na Universidade Estadual Paulista – São José do Rio Preto (UNESP /IBILCE).

Downloads

Publicado

2012-11-15

Como Citar

Chanut, M. E. P. (2012). A tradução ética em “A prova do estrangeiro”. Revista Criação & Crítica, (9), 161-173. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v5i9p161-173

Edição

Seção

Artigos