Por uma biagraphia: notas sobre o registro da violência

Autores

  • Enrique V. Nuesch Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v5i9p174-186

Palavras-chave:

Bourdieu, Derrida, violência, linguagem.

Resumo

Este ensaio trata de levantar questões teóricas acerca da possibilidade de se registrar discursivamente a experiência da violência no campo das ciências humanas. Para isso, analisaremos certas posições de Bourdieu sobre a relação entre a experiência e a linguagem e as confrontaremos com alguns pontos de vista de Jacques Derrida no que se refere à sua leitura da linguística de Saussure. Proporemos, assim, que esse registro discursivo da violência dever-se-ia pôr sob a rubrica de uma bia-graphia (“escrita da violência”), que se inscreve, ainda que de forma elusiva, em toda e qualquer biografia (“escrita da vida”).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Enrique V. Nuesch, Universidade Estadual de Londrina

Doutorando em Estudos Literários -Universidade Estadual de Londrina – Londrina. Mestre em Literatura - Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2012-11-15

Como Citar

Nuesch, E. V. (2012). Por uma biagraphia: notas sobre o registro da violência. Revista Criação & Crítica, (9), 174-186. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v5i9p174-186

Edição

Seção

Artigos