BUNGART NETO, Paulo. Quase autoficção: o embrulho misterioso como legado do pai na obra de Carlos Heitor Cony. Revista Criação & Crítica, São Paulo, Brasil, n. 17, p. 119–131, 2016. DOI: 10.11606/issn.1984-1124.v0i17p119-131. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/criacaoecritica/article/view/120781.. Acesso em: 13 jul. 2024.