[1]
Álvaro Gomes, Baudelaire e a linguagem das correspondências, Rev. Cria. Crít., nº 9, p. 128-139, nov. 2012.