Uma sociologia da literatura na obra de Antonio Candido

  • Ubiratã Souza Universidade de São Paulo (USP).
Palavras-chave: crítica sociológica, sociologia da literatura, Antonio Candido.

Resumo

A trajetória longeva e altamente investigativa de Antonio Candido não poderia ter produzido e não produziu conceitos teóricos fechados e coesos, verificáveis de igual modo em toda a sua produção, e que, portanto, possam ser descolados dos objetos empíricos dos quais ele lança mão e aplicados a esmo a quaisquer outros contextos. Para discutir esse pressuposto analisamos momentos distintos da sua trajetória através três estilos distintos de sua produção cunhados por ele próprio: um ensaio “empenhado teoricamente”, uma “crítica esquemática” e uma “crítica histórica” e buscamos analisar os diversos valores e funcionalidades que o termo “sociedade” assume em função de objetos específicos desses diferentes estilos de ensaios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ubiratã Souza, Universidade de São Paulo (USP).

Graduado em Letras pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP), mestre em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP) e doutorando no Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, na mesma instituição. 

Referências

ANDRADE, Homero Freitas de. O realismo socialista e suas (in)definições. In: Literatura e sociedade, São Paulo, DTLLC, FFLCH – USP, nº 13, 2010.

ARANTES, Paulo; ARANTES, Otília Fiori. O sentido da formação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

ARRUDA, Maria Arminda do Nascimento. A sociologia no Brasil: Florestan Fernandes e a “escola paulista”. In: MICELI, Sérgio (org.). História das Ciências Sociais no Brasil, v. 2. São Paulo: Sumaré, 1995.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2009.

_________________. As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. São Paulo: Cia. das Letras, 1996.

CANDIDO, Antonio. A educação pela noite. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2011.

_________________. Brigada ligeira e outros escritos. São Paulo: Ed. Unesp, 1992.

_________________. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2013.

_________________. Introdução. In: BASTIDE, Roger. Poetas do Brasil. São Paulo: Edusp; Duas Cidades, 1997.

_________________. Literatura e sociedade: estudos de teoria e história literária. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2008.

_________________. O discurso e a cidade. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2010.

_________________. Os parceiros do Rio Bonito. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2010.

_________________. Vários escritos. São Paulo: Duas cidades, 1970.

CASANOVA, Pascale. A república mundial das letras. São Paulo: Estação Liberdade, 2002.

COSTA, Iná Camargo. Entrevista sobre a obra de Antonio Candido. Literatura e Sociedade, São Paulo, DTLLC, FFLCH, USP, nº 11, 2009.

DANTAS, Vinícius. Bibliografia de Antonio Candido. São Paulo: Editora 34 / Duas Cidades, 2002.

EAGLETON, Terry. Marxismo e crítica literária. São Paulo: Ed. Unesp, 2011.

JACKSON, Luiz Carlos. O Brasil dos caipiras. Literatura e Sociedade, São Paulo, DTLLC, FFLCH, USP, nº 12, 2009.

____________________. A tradição esquecida: Os parceiros do Rio Bonito e a sociologia de Antonio Candido. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2002.

LUKÁCS, Györg. Introdução aos escritos estéticos de Marx e Engels. In: MARX, Karl; ENGELS, Fredrich. Cultura, arte e literatura: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

MARX, Karl; ENGELS, Fredrich. Cultura, arte e literatura: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

PONTES, Heloísa. Destinos mistos: os críticos do Grupo Clima em São Paulo 1940-1968. São Paulo: Cia. das Letras, 1998.

STRADA, Vittorio. Do “realismo socialista” ao zdhanovismo. In: HOBSBAWM, Eric (Org.). História do Marxismo V. IX; o marxismo na época da terceira internacional: problemas da cultura e da ideologia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

SCHWARZ, Roberto. Ao vencedor as batatas: forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro. São Paulo: Editora 34 / Duas Cidades, 2012.

_________________. Entrevista sobre a obra de Antonio Candido. Literatura e Sociedade. São Paulo, DTLLC, FFLCH, USP, nº 11, 2009

_________________. Pressupostos, salvo engano, de “Dialética da malandragem”. In: Que horas são? Ensaios. São Paulo: Cia. das Letras, 1987.

WAIZBORT, Leopoldo. A passagem do três ao um: crítica literária, sociologia, filologia. São Paulo: CosacNaify, 2007.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

___________________. Cultura e materialismo. São Paulo: Ed. Unesp, 2011.

___________________. Marxismo e literatura. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

___________________. Palabras clave: un vocabulario de la cultura y la sociedad. Buenos Aires: Nueva Vision, 2003.

Publicado
2016-12-26
Como Citar
Souza, U. (2016). Uma sociologia da literatura na obra de Antonio Candido. Revista Crioula, (18), 229-250. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2016.119414