Tensões do sensível: Reflexões sobre o filme “A excêntrica família de Antonia” à luz de Jacques Rancière

Autores

  • Bruna Farias Machado Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2017.126065

Palavras-chave:

cinema, Rancière, espectador

Resumo

O presente artigo tem como foco analisar o filme “A excêntrica família de Antonia” sob a ótica de Jacques Rancière. A heterogeneidade com que o filósofo aborda questões relativas ao cinema propicia uma apreciação estética liberta dos dogmas de um regime policiado do sensível, uma vez que há a quebra das distâncias implicadas na apreciação estética, no caso cinematográfica, tal como nos legaram os discursos dos “especialistas”, oferecendo, assim, uma nova abordagem, uma nova recepção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Farias Machado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Mestranda do PPG Letras, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Referências

EXCÊNTRICA Família de Antonia, A (Antonia’s Line). Direção: Marleen Gorris. Produção: Gerard Cornelisse; Hans de Weers; Hans de Wolf. Distribuição Weekend. Países Baixos: 1995, 102 min., Son, Color, 1 DVD.

RANCIÈRE, Jacques. A fábula cinematográfica. Campinas: Papirus, 2013.

______. Estética e Política: a partilha do sensível. Tradução: Vanessa Brito. Porto: Dafne, 2010a.

______. O espectador emancipado. Tradução: José Miranda Justo. Lisboa: Orfeu Negro, 2010b.

______. Política da Arte. Tradução: Mônica Costa Netto. In: Revista de Estudos em Artes Cênicas, Vol.1, n.º15, 2010c, p. 45-59.

______. O destino das imagens. Tradução: Luís Lima. Lisboa: Orfeu Negro, 2011.

______. O inconsciente estético. Tradução: Mônica Costa Netto. São Paulo: Editora 34, 2009.

______. Os intervalos do cinema. Tradução: Luís Lima. Lisboa: Orfeu Negro, 2012.

Downloads

Publicado

2017-06-30

Como Citar

Farias Machado, B. (2017). Tensões do sensível: Reflexões sobre o filme “A excêntrica família de Antonia” à luz de Jacques Rancière. Revista Crioula, 1(19), 39-52. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2017.126065

Edição

Seção

Dossiê: Literatura, cinema, teatro e outras artes - perspectivas históricas (Artigos)