Maria Valéria Rezende: colorindo invisíveis por meio da literatura

Palavras-chave: Maria Valeria Rezende, Literatura, Romances, Entrevista

Resumo

A vida e a obra de Maria Valéria Rezende, com detalhes de seu fazer literário validados pela própria escritora, são objeto deste texto. Formatado em grande parte como entrevista, nasceu da necessidade de levantamento de fortuna crítica para a dissertação “Fios de Roca e tramas sentimentais: personagens tecelãs em O Continente, Os Sinos da Agoniae O Voo da Guará Vermelha”, para o Programa de Pós-Graduação em Letras da UTFPR, cuja linha de pesquisa é Literatura, Sociedade e Interartes. Maria Valéria Rezende concedeu a entrevista em dois momentos, trocando com a autora mestranda mensagens por escrito via redes sociais; e por entrevista gravada na ligação telefônica de 5 de fevereiro de 2017, numa conversa com duração de uma hora e sete minutos. Há ainda uma atualização no texto, igualmente validada pela autora, em 31 de julho de 2019. O texto inicia com um compilado de fortuna crítica de Maria Valéria pesquisados pela autora, culminando na estrutura ping-pong de pergunta resposta, e sendo finalizado com uma conclusão, especialmente para este artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiana Patricia Follman Pasquim Piaceski, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Jornalista e professora, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Pato Branco. Linha de pesquisa: Literatura, Sociedade e Interartes.

Referências

CASARIN, Rodrigo. Freira que ganhou Jabuti de melhor romance centra obra nos marginalizados. UOL: São Paulo, nov. 2015. Recuperado de http:// entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2015/11/26/freira-que-ganhou-jabuti-de- melhor-romance-centra-obra-nos-marginalizados.htm

PIACESKI, Daiana Patrícia Follman Pasquim. Fios de Roca e tramas sentimentais: personagens tecelãs em O continente, Os Sinos da Agonia e o Voo da Guará Vermelha. (Dissertação de Mestrado). P579f, PPGL, UTFPR - Campus Pato Branco, 2017. 167fl.

REZENDE, Maria Valéria. O voo da Guará Vermelha. Rio de Janeiro: Objetiva, 2005.

REZENDE, Maria Valéria. Quarenta Dias. Rio de Janeiro: Alfaguara Brasil, 2014.

REZENDE, Maria Valéria. Vasto Mundo. Rio de Janeiro: Objetiva, 2015.

REZENDE, Maria Valéria. Outros Cantos. Rio de Janeiro: Alfaguara, 2016.

REZENDE, Maria Valéria. Ouro Dentro da Cabeça. Ilustração Diogo Droschi; Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

REZENDE, Maria Valéria. Entrevistadora: D. Pasquim. A entrevista por telefone: leituras de família e de mundo, colorindo romances. Ligação telefônica de Pato Branco-PR a João Pessoa-PB, 5 de fevereiro de 2017. Gravador ACR App (1h7min). Entrevista concedida exclusivamente à dissertação de mestrado Fios de roca e tramas sentimentais: personagens tecelãs em O Continente, Os Sinos da Agonia e O Voo da Guará Vermelha, 2017.

REZENDE, Maria Valéria. “Bastidores”, Suplemento Pernambuco. Recuperado em http://www.suplementopernambuco.com.br/edições-anteriores/67-bastidores/1211-ha-10-dias-uma-conhecida-ligou-no-meio-da-noite.html acesso em 1 de fevereiro de 2017.

RODRIGUES, Maria Fernanda. Maria Valéria Rezende viveu na rua para escrever romance. O Estado de S. Paulo, Estadão Cultura. 2 mai 2014. Recuperado em http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,maria-valeria-rezende-viveu-na-rua-para-escrever-romance, 1161541

TONUS, Leonardo. Um dedo de prosa com Maria Valéria Rezende - parte 1. Recuperado de Youtube Sorbonneparis4, 15 de janeiro de 2012. Obtido em https://www.youtube.com/watch?v=EIxe4tQSWkI acesso em 6 de fev de 2017.

Publicado
2019-12-30
Como Citar
Piaceski, D. P. (2019). Maria Valéria Rezende: colorindo invisíveis por meio da literatura. Revista Crioula, (24), 250-267. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2019.160624