Mãe preta e Barco negro

A mesma melodia para duas tragédias diferentes

Autores

  • Riccardo Cocchi Univeristà degli Studi di Torino

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2020.177102

Palavras-chave:

Fado; Lusofonia; Negro;

Resumo

Neste artigo são analisados e comparados dois fados, isto é, a Mãe preta e o Barco negro, cujas letras diferentes – que, entretanto, se assentam na mesma base melódica – remetem, respetivamente, para uma matriz lírico-temática afro-brasileira e portuguesa. A partir desse caso específico, pretende-se destacar a crucial, embora controversa, inter-relação que existe entre esses dois fados e o imaginário lusófono próprio de Portugal, Brasil e dos PALOP.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-03-24

Como Citar

Cocchi, R. (2021). Mãe preta e Barco negro: A mesma melodia para duas tragédias diferentes. Revista Crioula, 26(1), 151-161. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2020.177102

Edição

Seção

Dossiê 26: Relações entre literatura e música na produção de língua portuguesa