“O MUNDO EXISTIA EM RETALHOS”: UM ESTUDO DA PROBLEMÁTICA DA ARTE NA LITERATURA BRASILEIRA E PORTUGUESA

  • Daniele dos Santos Rosa Universidade de Brasília (UnB)
Palavras-chave: Arte, Trabalho, Literatura Portuguesa

Resumo

ESTE ARTIGO TEM POR INTUITO INVESTIGAR A RELAÇÃO CONTRADITÓRIA ENTRE O TRABALHO ESTRANHADO E A ARTE, COMO PARADIGMA DO TRABALHO LIVRE. AO RELACIONAR AS OBRAS VIDAS SECAS, DE GRACILIANO RAMOS; AVIEIROS, DE ALVES REDOL; APARIÇÃO, DE VERGÍLIO FERREIRA; E “A ENXADA” DE BERNARDO ÉLIS, BUSCA-SE COMPREENDER AS DIFICULDADES E OS LIMITES DO TRABALHO DO ESCRITOR EM LUTA CONTRA A REIFICAÇÃO DE SUA OBRA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniele dos Santos Rosa, Universidade de Brasília (UnB)
Doutoranda em Literatura. Título da pesquisa: “Qué es lo que hay aquí?”: um estudo sobre as contradições entre a fantasmagoria e a realidade no discurso literário da obra de Juan Rulfo.
Publicado
2010-11-01
Como Citar
Rosa, D. (2010). “O MUNDO EXISTIA EM RETALHOS”: UM ESTUDO DA PROBLEMÁTICA DA ARTE NA LITERATURA BRASILEIRA E PORTUGUESA. Revista Crioula, (8). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2010.55308