“PASSEI POR UM SONHO”: OS CAMINHOS SIMBÓLICOS NA BREVIDADE DE AGUALUSA

  • Ana Cristina Pinto Bezerra Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Palavras-chave: Simbólico, Conto, Ficção, História, Angola

Resumo

A LEITURA AQUI PRETENDIDA PERCORRE O FLUXO SIMBÓLICO SENTIDO NO CONTO “PASSEI POR UM SONHO”, PRESENTE NO MANUAL PRÁTICO DE LEVITAÇÃO (2005), DO ESCRITOR ANGOLANO JOSÉ EDUARDO AGUALUSA. PARA TANTO, ANALISA-SE A IMPORTÂNCIA DO ELEMENTO SOBRENATURAL NO TEXTO E SUA CONVERGÊNCIA REFLEXIVA COM O ASPECTO HISTÓRICO ENGENDRADO NO CONTO PELA LEITURA DO PROCESSO DE COLONIZAÇÃO E O ANSEIO DE LIBERDADE SONHADO PELO POVO COLONIZADO, REFLEXOS CONDENSADOS ENTRE FANTASIAS E SONHOS NAS LETRAS DE AGUALUSA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cristina Pinto Bezerra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Mestranda.
Publicado
2011-11-01
Como Citar
Bezerra, A. (2011). “PASSEI POR UM SONHO”: OS CAMINHOS SIMBÓLICOS NA BREVIDADE DE AGUALUSA. Revista Crioula, (10). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2011.55496
Seção
Artigos e ensaios