REPRESENTAÇÕES LITERÁRIAS DO PROCESSO DE DESCOLONIZAÇÃO EM ANGOLA E MOÇAMBIQUE

Autores

  • Donizeth Santos Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2011.55498

Palavras-chave:

Literatura comparada, Literatura portuguesa, Literaturas africanas de língua portuguesa

Resumo

O ARTIGO APRESENTA UMA ANÁLISE DO MODO COMO ESCRITORES PORTUGUESES E AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA REPRESENTARAM EM SEUS ROMANCES O PROCESSO DE DESCOLONIZAÇÃO OCORRIDO NA DÉCADA DE 70 NAS EX-COLÔNIAS PORTUGUESAS DE ANGOLA E MOÇAMBIQUE. O CORPUS DO TRABALHO É CONSTITUÍDO PELAS OBRAS: YAKA (1984), DO ANGOLANO PEPETELA; VINTE ZINCO (2004), DO MOÇAMBICANO MIA COUTO; E O ESPLENDOR DE PORTUGAL (1999) E OS CUS DE JUDAS (1999), DO PORTUGUÊS ANTÓNIO LOBO ANTUNES.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Donizeth Santos, Universidade de São Paulo (USP)

Doutorando.

Downloads

Publicado

2011-11-01

Como Citar

Santos, D. (2011). REPRESENTAÇÕES LITERÁRIAS DO PROCESSO DE DESCOLONIZAÇÃO EM ANGOLA E MOÇAMBIQUE. Revista Crioula, (10). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2011.55498

Edição

Seção

Artigos e ensaios