UM HOTEL CHAMADO MIRAFLOR EM THE LADY MATADOR'S HOTEL, DE CRISTINA GARCIA

  • Jordana Cristina Blos Veiga Xavier Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
Palavras-chave: Cristina García, Entre-lugar, Deslocamento cultural

Resumo

Afim de perceber a representação literária efetuada na narrativa do romance The Lady Matador's Hotel, de Cristina García, por meio deuma metáfora extremamente simbólica para o contexto de crise da América Latina, o foco deste trabalho foi o hotel Miraflor na diegese. O hotel expressa a metonímia da presença miscigenada e híbrida da própria América Latina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jordana Cristina Blos Veiga Xavier, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Mestranda do Programa de Pós-graduação: Mestrado em Letras (PPGL), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Dourados –Mato Grosso do Sul. Pesquisa: Os deslocamentos culturais em 'the lady matador's hotel',de Cristina García

Publicado
2014-07-15
Como Citar
Xavier, J. (2014). UM HOTEL CHAMADO MIRAFLOR EM THE LADY MATADOR’S HOTEL, DE CRISTINA GARCIA. Revista Crioula, (13). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2013.64232
Seção
Dossiê: Literatura e Resistência