A condição humana e o espaço: aspetos da composição das personagens centrais dos romances Fogo morto (1943) e Ilhéu de contenda (1978)

  • Bruna Carolina de Almeida Pinto Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciências e Letras de Assis
Palavras-chave: Espaço, Condição humana, Fogo morto, Ilhéu de contenda.

Resumo

Este trabalho pretende refletir sobre as personagens centrais dos romances Fogo morto (1943), do escritor brasileiro José Lins do Rego, e Ilhéu de contenda (1978), do cabo-verdiano Henrique Teixeira de Sousa, a partir de suas relativas perspectivas sobre os espaços narrados e o modo pelo qual estes se projetam em suas consciências desencadeando um desajuste existencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Carolina de Almeida Pinto, Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciências e Letras de Assis

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação da UNESP/Assis - Literatura e Vida Social. 

Atua na área de literaturas africanas de língua portuguesa desde 2009. Teve bolsa de iniciação científica, mestrado e desenvolve o doutorado com financiamentos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP. Faz parte do grupo de pesquisa que também é responsável pela organização do evento de literaturas africanas de língua portuguesa (SILALP) que acontece periodicamente na Faculdade de Ciências e Letras - Campus de Assis.

Referências

AUERBACH, Eric. Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. 5ed. São Paulo: Perspectiva, 2004.

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. Trad. Antônio da Costa Leal e Lídia do Valle Santos Leal. Livraria Eldorado Tijuca Ltda: Rio de Janeiro, 1989.

BRANDÃO, Luis Alberto. “Espaços literários e suas expansões”. In: CAIRO, Luiz Roberto. et AL (Orgs.). Visões poéticas do espaço – Ensaios. FCL-Assis-UNESP-Publicações: Assis, 2008.

CORRÊA, Mariza. “Repensando a família patriarcal brasileira: notas para o estudo das formas de organização familiar do Brasil.” Cadernos de Pesquisa, São Paulo, nº 37, p. 5-16, mai. 1981.

COUTINHO, Carlos Nelson. Literatura e humanismo: ensaios de crítica marxista. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

POLLAK, Michael. “Memória, esquecimento, silêncio”. In: Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 2. n. 3, 1989, p. 3-15. http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/viewFile/2278/1417 (acesso em 26/01/2015).

REGO, José Lins do. Fogo morto. Crawfordsville: O Estado de São Paulo / Klick Editora, 1997.

SAID, Edward. “Reflexões sobre o exílio”. In: ______. Reflexões sobre o exílio e outros ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 2003. p. 46-60.

SILVA ANDRADE, Elisa. As ilhas de Cabo Verde da “descoberta” à independência nacional (1460-1975). Trad. Amélia Sanches Araújo e revisão pela autora. Paris: Éditions L’Harmattan, 1996.

SOUSA, Henrique Teixeira de. Ilhéu de contenda. Publicações Europa-América: Mem Martins, 1978.

Publicado
2015-12-17
Como Citar
de Almeida Pinto, B. (2015). A condição humana e o espaço: aspetos da composição das personagens centrais dos romances Fogo morto (1943) e Ilhéu de contenda (1978). Revista Crioula, (16). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2016.97246
Seção
Artigos e ensaios