A construção e re-configuração da identidade negra no Brasil

  • Tassia Nascimento Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Identidade negra, Literatura, Negritude

Resumo

Neste trabalho observaremos duas formas de representação e significação da identidade negra no Brasil, quais sejam: a que se refere a ele enquanto anacronismo de uma cultura etnocêntrica e a reconhecedora deste como sujeito histórico e responsável por uma produção cultural. Através do entendimento de suas particularidades, observaremos o lócus específico de produção desta comunidade e sua expressão através da literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tassia Nascimento, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Doutoranda em Ciência da Literatura pela UFRJ, Mestre em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Londrina e Licenciada em Letras Português e Espanhol - com as respectivas literaturas - pela mesma universidade. Vencedora dos Prêmios Mulheres Negras contam sua história (2013) e Prêmio Palmares de Monografia e Dissertação (2010). Pesquisadora do projeto Literaturas africanas e afro-brasileira: mar negro em língua portuguesa pela Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS). Bolsista do Programa de Iniciação Científica (PROIC) da UEL desenvolvendo atividades relativas à pesquisa intitulada Antologia de escritoras afro-brasileiras no período de agosto/2005 a julho/2007. Colaboradora do Projeto de Extensão intitulado Construindo o cidadão pela linguagem , de março/2007 a novembro/07. Atualmente professora das redes Municipal e Estadual de ensino de São Paulo. Experiência docente nas seguintes áreas: Língua Portuguesa, Produção e Interpretação de Textos, Literatura e Língua Espanhola.

Referências

CADERNOS NEGROS. Contos e poemas. Vol. 1 a 30. São Paulo: Quilombhoje; Ed. dos Autores.

DIAS, Maria Odila Leite da Silva. Quotidiano e poder em São Paulo no século XIX. São Paulo: Brasiliense, 1995.

DOMINGUES, Petrônio. Movimento Negro Brasileiro: alguns apontamentos históricos. Disponível na internet via <http://www.scielo.br/pdf/tem/v12n23/v12n23a07> Acesso em: 13 novembro 2014.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2006.

___________. Quem precisa da identidade?. In Identidade e diferença. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2007.

IANNI, Octavio. O labirinto latino-americano. Ed. Vozes: São Paulo, 1995.

LIMA, Luiz Costa. Pós-modernidade: contraponto tropical. In Pensando nos trópicos. Ed. Rocco: Rio de Janeiro, 1991.

ORTIZ, Renato. Estado, cultura popular e identidade nacional. In Cultura brasileira e identidade nacional. Ed. Brasiliense: São Paulo, 1994.

SCHWARZ, Roberto. As idéias fora do lugar. In Ao vencedor as batatas. Livraria Duas Cidades: São Paulo, 1977.

__________________. Nacional por subtração. In Cultura e Política. Ed. Paz e Terra: Rio de Janeiro, 2001.

STUART, Hall. Quem precisa da identidade? In Identidade e diferença. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2007.

SODRÉ, Muniz. A verdade seduzida. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1988.

SODRÉ, Muniz. O terreiro e a cidade. Petrópolis: Ed. Vozes, 1988.

SÜSSEKIND, Flora. O Brasil não é longe daqui. Companhia das Letras: São Paulo, 2008.

Publicado
2015-12-17
Como Citar
Nascimento, T. (2015). A construção e re-configuração da identidade negra no Brasil. Revista Crioula, (16). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2015.97566
Seção
Artigos e ensaios