1.
Amado T. Primórdios da edição infantojuvenil portuguesa e brasileira: entrecruzamentos e não cruzamentos. Rev. Crioula [Internet]. 27 de julho de 2020 [citado 25 de fevereiro de 2021];0(25):263-75. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/crioula/article/view/170377