A MULHER E A CRÍTICA: ASPECTOS E QUESTÕES NA FORTUNA CRÍTICA DA MARQUESA DE ALORNA

  • Joana Junqueira Borges Faculdade de Ciências e Letras - Campus Araraquara/UNESP
Palavras-chave: Marquesa de Alorna, crítica literária feminina, história literária feminina

Resumo

D. Leonor de Almeida Portugal Lorena e Lencastre (1750-1839), a Marquesa de Alorna, foi uma poeta, tradutora e ensaísta portuguesa e muito embora seja facilmente observável como a presença feminina foi deixada de lado na história da literatura portuguesa, essa mulher se fez presente em diversos manuais literários. A partir do estudo que vem sendo desenvolvido sobre sua atividade tradutória, o presente artigo pretende voltar ao passado em busca de vestígios de sua presença como autora na crítica histórico-literária para, então, analisar em que medida os registros de sua produção colaboram para uma compreensão de sua obra, ou se a crítica literária apenas corroborou o papel secundário que a história, seja ela da literatura ou universal, deu à mulher.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joana Junqueira Borges, Faculdade de Ciências e Letras - Campus Araraquara/UNESP
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários pela UNESP - Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara. (CAPES)

Referências

ALORNA, M. de. Obras Poeticas de D. Leonor d’Almeida Portugal Lorena e Lencastre, Marquesa d’Alorna, Condessa d’Assumar e d’Oeynhausen, conhecida entre os portugueses pello nome de Alcipe. 5 vols. V. 1. Lisboa: Imprensa Nacional, 1844.

AMORA, A. S. [1961] Presença da literatura portuguesa: era clássica. São Paulo – Rio de Janeiro: Difusão Editorial S. A., 1978.

ANASTÁCIO, V. Introdução. In: ALORNA, M. de. Sonetos. Org. Vanda Anastácio. Rio de Janeiro: 7Letras, 2007.

________. Mulheres varonis e interesses domésticos (Reflexões acerca do discurso produzido pela História Literária acerca das mulheres escritoras da viragem do século XVIII para o século XIX), In: Cartographies. Mélanges offerts à Maria Alzira Seixo. Lisboa, 2005, pp.537-556.

ASSIS, M. de. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguiar, 3 vls. v.III, 1994.

BRAGA, T. [1918]. História da literatura portuguesa - Os árcades. v.4. Lisboa: Imprensa nacional - Casa da Moeda, 1984.

BRANCO, C. C. Curso de literatura portuguesa. v.2. Lisboa: Livraria Editora de Mattos Moreira e Cia, 1876.

________. A Marquesa de Alorna. In: Esboços de apreciações literárias. 3ªed. Livraria Moderna, 1908.

BURKE, P. (Org) A escrita da história: novas perspectivas. Trad. Magda Lopes. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1992.

CALEGARI, L. C. O Cânone literário e as expressões de minoria: implicações e significações históricas. In: REVELL - Revista de Estudos Literários da UEMS. Ano 3. v.2. Nº5. Temático. ISSN: 2179-4456. Dez. de 2012. pp.29-44.

CASTILHO, A. F. Poetisa Portuguesa. In: Revista universal lisbonense. Lisboa: Imprensa Nacional, 1843. p.292.

CATALÃO, R. E, no entanto, elas escreveram! Disponível em https://www.publico.pt/temas/jornal/e-no-entanto-elas-escreveram-26957981, 2013. Visualizado em 24/06/2015.

CIDADE, H. [1929] Lições de cultura e literatura portuguesas. 2 vls. Vol. 2. Coimbra: Coimbra Editora Limitada, 1959.

FERREIRA, J. [1939] História da literatura portuguesa. 2ªed. Porto: Domingos Barbosa, s/d.

HERCULANO, A. D. Leonor d’Almeida, Marqueza de Alorna. In: O Panorama. v.3º, série 2ª, nº156, 21/12/1844. Lisboa: Typographia da Sociedade, 1844, p.403-404.

HORTA, M. T. Poemas do Brasil. São Paulo: Editora Brasiliense, 2009.

JOBIM, J. L.(Org) Palavras da crítica: tendências e conceitos no estudo da literatura. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1992. (Biblioteca Pierre Menard)

KLOBUCKA, A. M. O cânone literário português e as mulheres. Disponível em https://www.academia.edu/16572677/O_c%C3%A2none_liter%C3%A1rio_portugu%C3%AAs_e_as_mulheres . Visualizado em 24/05/2016.

PIZAN, C. de. La Cité des dames[1405]. Paris: Éditions Stock, 2010.

PERROT, M. As mulheres ou os silêncios da história. Trad. Viviane Ribeiro. Bauru: EDUSC, 2005.

REIS, R. Cânon. In: JOBIM, J. L.(Org) Palavras da crítica: tendências e conceitos no estudo da literatura. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1992. (Biblioteca Pierre Menard).

REMÉDIOS, M. dos. História da literatura portuguesa – desde às origens até a atualidade. 4ª ed. refundida. Coimbra: F. França Amado Editor, 1914.

SARAIVA, A. J., LOPES, O. [1955] História da literatura portuguesa. 17ª ed. Porto: Porto Editora, 1996.

TELLES, N. Autor+a. In: JOBIM, J. L.(Org) Palavras da crítica: tendências e conceitos no estudo da literatura. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1992. (Biblioteca Pierre Menard)

VERNEY, L. A. Verdadeiro método de estudar. Valência: Oficina de Antonio Balle, 1746.

WOOLF, V. A room of one’s own. Reino Unido: Hogarth Press, 1929.

Publicado
2018-04-05
Como Citar
Borges, J. (2018). A MULHER E A CRÍTICA: ASPECTOS E QUESTÕES NA FORTUNA CRÍTICA DA MARQUESA DE ALORNA. Revista Desassossego, 9(18), 42-62. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v9i18p42-62