Cinco poetas sob a ótica da epifania: Ramón López Velarde, Cesário Verde, Camilo Pessanha, José Gorostiza e Fernando Pessoa

Autores

  • João Batista Fernandes Filho Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v11i20p189-209

Palavras-chave:

Poesia portuguesa, Poesia mexicana, Epifania

Resumo

O objetivo deste ensaio é demonstrar o evento de índole epifânica em cinco poetas de duas grandes tradições literárias modernas – a mexicana e a portuguesa. Portanto, analisa a especificidade da epifania em Ramón López Velarde (insight hiperbólico), em Cesário Verde (epifania da visão), Camilo Pessanha (epifania apofática), em José Gorostiza (êxtase do instante) e Fernando Pessoa (epifania heteronômica). 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Batista Fernandes Filho, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Mestre em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Bahia, Brasil.

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Literatura Portuguesa da Universidade de São Paulo, Brasil.

Referências

CHAYES, Irene Hendry. “As epifanias de Joyce” In:_ Epifanias. Trad. de B. S. Pinheiro. Revista da Letra Freudiana, Rio de Janeiro: Relume Dumará, ano XII, nº 13, 1993, p.125.

COSTA, Horácio. “Quadros revoltados”: A imagem em movimento em “O sentimento de um ocidental”, de Cesário Verde. In: Via Atlântica n.6 out. 2003. Disponível em: < https://www.revistas.usp.br/viaatlantica/article/view/49744> Acesso em: 25 de setembro 2017.

GARCÍA, Erik Velásquez, NALDA, Enrique, GONZALBO, Pablo Escalante. Nueva historia general de México, 2010. Disponível em: <https://www.ebookelo.com/ebook/14877/nueva-historia-general-de-mexico> Acesso em 20 de dezembro de 2017.

GARMES, Helder & BRAGA, Duarte. Uma dupla leitura do cromatismo de “Branco e vermelho”, de Camilo Pessanha. _In: Filosofia e poesia. Porto: 2016.

Disponível em: <http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/14110.pdf> Acesso em: 11 de setembro 2017.

GOROSTIZA, José. Morte sem fim. Trad. Horácio Costa. São Paulo: Edusp, 2003.

GOUVEIA, Maiara. Num bairro moderno e a epifania. Disponível em: <http://www.tanto.com.br/maiaragouveia-cesarioverde2.htm> Acesso em: 28 de outubro 2017.

HORÁCIO, Arte poética. Trad. R. M. Rosado Fernandes. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2012.

LONGINO. Do sublime. Trad. Filomena Hirata. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

PAZ, Octavio. Pedra de Sol. Trad. de Horácio Costa. São Paulo: Annablume, 2009.

PAZ, Octavio. Las peras del olmo. Barcelona: Seix Barral, 1990.

PAZ, Octavio. El arco y la lira. México: Fondo de Cultura Económica, 2011.

PESSANHA, Camilo. Clepsidra. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009.

PESSOA, Fernando. Obra poética. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1998.

PEREIRA, José Carlos Seabra. REIS, Carlos (Coord.) História crítica da literatura portuguesa – Do fim-de-século ao modernismo. v. VII. Lisboa: Verbo, 2004.

VELARDE, Ramón López. Poesías completas y El minutero. México: Editorial Porrúa, 1977.

Downloads

Publicado

2019-06-30

Como Citar

Fernandes Filho, J. B. . (2019). Cinco poetas sob a ótica da epifania: Ramón López Velarde, Cesário Verde, Camilo Pessanha, José Gorostiza e Fernando Pessoa. Revista Desassossego, 11(20), 189-209. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v11i20p189-209