ENTRE EVA E LILITH: DOIS CRONOTOPOS NO "CAIM" DE JOSÉ SARAMAGO

Autores

  • Janer Cristina Machado Universidade Federal de Santa Maria, RS Programa de Pós-Graduação em Letras

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v5i10p74-84

Palavras-chave:

feminino, cronotopo, transgressão

Resumo

As personagens femininas constituem elementos decisivos na obra do romancista luso José Saramago (1922-2010). Notadamente em Caim (2009), seu derradeiro romance, despontam figuras que encarnam o feminino ativo e contestador, quais sejam as de Eva e Lilith. Partindo do conceito bakhtiniano de cronotopo, o presente estudo visa delimitar quais espaços-tempo identificam o universo actancial das referidas personagens, elegendo a dicotomia natureza/cidade como fio condutor de duas vozes que se complementam na expressão de uma polifonia feminina. Essa responde por grande parte do caráter transgressor de um protagonista que consolida sua rebeldia a partir dos encontros com mulheres fortes e questionadoras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janer Cristina Machado, Universidade Federal de Santa Maria, RS Programa de Pós-Graduação em Letras

Graduada em Letras pela Universidade Federal de Santa Maria, Epecialista em História pela Universidade Federal de Santa Maria, Mestranda em Letras - Estudos Literários pela Universidade Federal de Santa Maria, com defesa prevista para 13/03/2013

Downloads

Publicado

2013-12-18

Como Citar

Machado, J. C. (2013). ENTRE EVA E LILITH: DOIS CRONOTOPOS NO "CAIM" DE JOSÉ SARAMAGO. Revista Desassossego, 5(10), 74-84. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v5i10p74-84

Edição

Seção

Vária