FERNANDO PESSOA: LEITOR DE CARLYLE

Autores

  • Alex de Araujo Neiva Universidade de São Paulo / Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v6i12p33-45

Palavras-chave:

Fernando Pessoa, Thomas Carlyle, Gênio, Herói.

Resumo

Este artigo abordará as leituras que Fernando Pessoa realizou do historiador e ensaísta escocês Thomas Carlyle (1795 - 1881). A pesquisa tem por objetivo estudar as origens do pensamento carlyleano em Pessoaa partir da identificação de conceitos históricos e políticos que tenham sido formulados por Carlyle e retomados pelo poeta. Parte-se da constatação de que a noção pessoana de “gênio” assenta sobre o terreno fértil do pensamento carlyleano. No centro das contribuições de Carlyle para o pensamento pessoano está a supressão de fronteiras tanto temporais quanto espaciais como forma de compreender a representação do sentimento nacional. Exemplos desse modo de pensar são recorrentes na obra do escritor escocês. Tenciona-se evidenciar possíveis pontos de confluência entre as obras, a fim de ressaltar o importante papel que essa leitura teve para a construção da noção de gênio em Pessoa.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARTHMAR, Rogério. Ética calvinista, idealismo e revolução: Carlyle e a crítica da economia vitoriana. Estud. Econ. [online]. 2005, vol.35, n.2 [cited 2014-07-25].

BORGES, Jorge Luiz. Borges Professor. Curso de literatura inglesa en la Universidade de Buenos Aires. Martóm Arias e Martín Hadis (Edição, investigação e notas). Buenos Aires: Emecé Editores, sd.

BOSSCHE, Chris R. Vanden. Carlyle and the search for authority. Columbus: Ohio State University Press, 1991.

CARLYLE, Thomas. CARLYLE, Thomas. Past and Present Thomas Carlyle's Collected Works, Vol. XIII. Project Gutenberg: http://www.gutenberg.org/files/26159/26159-h/26159-h.htm ___________.Os Heróis, texto apresentado e traduzido por Álvaro Ribeiro. Lisboa: Guimarães Editores, 2ªed, 2002.

MARTINS, Fernando Cabral. Dicionário de Fernando Pessoa e do Modernismo Português. / Fernando Cabral Martins (coord) . São Paulo: Leyla, 2010.

MONTEIRO, Maria Encarnação. Incidências Inglesas na Poesia de Fernando Pessoa. Coimbra:

Coimbra Editora, 1956.

PESSOA, Fernando. Mensagem. ed. Caio Gagliardi, São Paulo: Hedra, 2007.

___________. Páginas de Doutrina Estética. (Sel., pref. e notas por Jorge de Sena). Lisboa: Ed. Inquérito, 1946.

___________. Livro do Desassossego. Org. Richard Zenith. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

___________. Sobre Portugal – introdução ao problema nacional. Recolha de textos de Maria Isabel Rocheta e Maria Paula Morão, introdução e organização de Joel Serrão. Lisboa: Ática, 1978.

___________. Novas Poesias Inéditas. Fernando Pessoa. (Direcção, recolha e notas de Maria do Rosário Marques Sabino e Adelaide Maria Monteiro Sereno.) Lisboa: Ática, 1973 (4ª ed. 1993).

___________.. Correspondência 1905-1922. (Org., posf. e notas por Manuela Parreira da Silva). Lisboa: Assirio e Alvim, 1999.

___________. Heróstrato e a Busca da Imortalidade. Org. Richard Zenith.Lisboa: Assírio & Alvim,2000.

___________.“A Nova Poesia Portuguesa”. In textos de Crítica e de Intervenção. Lisboa: Ática, 1980.

___________ Escritos Autobiográficos, Automáticos e de Reflexão Pessoal, Lisboa: Assírio & Alvim, 2003.

___________. Páginas Íntimas e de Auto-Interpretação. Fernando Pessoa. (Textos estabelecidos e prefaciados por Georg Rudolf Lind e Jacinto do Prado Coelho.) Lisboa: Ática, 1966.

___________.Pessoa Inédito. Fernando Pessoa. (Orientação, coordenação e prefácio de Teresa Rita Lopes). Lisboa: Livros Horizonte, 1993.

___________.Ultimatum e Páginas de Sociologia Política. Fernando Pessoa. (Recolha de textos de ___________.Maria Isabel Rocheta e Maria Paula Morão. Introdução e organização de Joel Serrão.) Lisboa: Ática, 1980.

PIZZARO, Jerónimo. Fernando Pessoa: entre Génio e Loucura.. Série Maior. Volume III Lisboa: Imprensa Nacional, Casa da Moeda, 2007.

SEVERINO, Alexandrino. E. Fernando Pessoa na África do Sul. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1983.

WILLIAMS, Raymond. “Thomas Carlyle”. Cultura e sociedade. 1780-1950. São Paulo: Editora Nacional, 1969.

ZENITH, Richard. “Livro do Desassossego: romance possível (var. impossível)”. Comunicação apresentada no III Colóquio Internacional Fernando Pessoa. http://www.congressointernacionalfernandopessoa.com/comunicacoes/richard_zenith.pdf

Downloads

Publicado

2014-12-31

Como Citar

de Araujo Neiva, A. (2014). FERNANDO PESSOA: LEITOR DE CARLYLE. Revista Desassossego, 6(12), 33-45. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v6i12p33-45