[1]
C. A. de Rezende, “UMA FORMA QUALQUER DE SILÊNCIO: RECUSA E EMPENHO NA OBRA DE ALBERTO PIMENTA”, Rev. Desassossego, vol. 7, nº 13, p. 69-78, ago. 2015.