Galanteria e polidez. Sobre o Ivanhoe de Scott e David Hume

Autores

  • Marcos Fonseca Ribeiro Balieiro Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2017.141438

Palavras-chave:

Ivanhoe, Walter Scott, David Hume, Cavalaria, Galanteria, Polidez.

Resumo

Ainda que seja vista por alguns críticos como uma obra publicada apenas para servir como entretenimento, Ivanhoe, de Walter Scott, é um livro em que o autor se opõe ferrenhamente aos ideais de cavalaria, além de propor que a identidade nacional da Inglaterra teria se constituído a partir de uma síntese de maneiras originalmente opostas, a saber, as dos saxões e as dos conquistadores normandos. Tentar-se-á mostrar, ao longo deste artigo, que essa tese de Scott resulta de uma tomada de posição diante das considerações de David Hume acerca da relação entre a tradição medieval da cavalaria e a polidez moderna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-09

Como Citar

Balieiro, M. F. R. (2017). Galanteria e polidez. Sobre o Ivanhoe de Scott e David Hume. Discurso, 47(2), 167-181. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2017.141438

Edição

Seção

Artigos