A noção de ‘senso comum’ em Thomas Reid

  • Vinícius França Freitas Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: História da Filosofia, Senso Comum, Princípios Primeiros, Conhecimento, Thomas Reid

Resumo

O objetivo do artigo é discutir a noção de ‘senso comum’ na filosofia de Thomas Reid. Duas hipóteses são apresentadas. A primeira delas afirma que o senso comum a que Reid recorre em questões filosóficas não é senão o conjunto de princípios originais da mente que determinam o ser humano no tocante às suas noções, crenças e inclinações, assim como os juízos e crenças que são devidos a estes princípios. A segunda hipótese afirma que Reid compreende uma espécie de ‘senso comum desenvolvido’, um senso comum que se desenvolve ao longo da vida humana pelo cultivo apropriado dos poderes da mente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Beanblossom, R. E. (1983). “Introduction”. In: Thomas Reid’s Inquiry and Essays. R. E. Beanblossom e K. Lehrer (ed.). Indianapolis: Hackett Publishing Company.
Greco, J. (2014). “Common sense in Thomas Reid”. In: Canadian Journal of Philosophy 41 (s1), pp. 142-155.
Jaffro, L. (2006). “Les recours philosophique au sens commun dans les Lumières britanniques”. In: Le sens commun. J. P. Sylvestre e P. Guenancia (ed.). Dijon: Editions Universitaires de Dijon.
Kant, I. (1988). Prolegómenos a toda a metafísica futura. Tradução de A. Morão. Lisboa: Edições 70.
Marcil-Lacoste, L. (1982). Claude Buffier and Thomas Reid: Two Common-Sense Philosophers. Kingston e Montreal: McGill-Queen’s University Press.
Pelser, A. (2010). “Belief in Reid’s theory of perception”, History of Philosophy Quarterly 27(4), pp. 359-378.
Reid, T. (1997). Inquiry into the Human Mind on the Principles of Common Sense. Edimburgo: Edinburgh University Press.
Reid, T. (2002). Essays on the Intellectual Powers of Man. Edimburgo: Edinburgh University Press.
Reid, T. (2010). Essays on the Active Powers of Man. Edimburgo: Edinburgh University Press.
Sommervile, J. (1987). “Reid’s conception of common sense”, The Monist 70 (4), pp. 418-429.
Wolterstorff, N. (2001) Thomas Reid and the story of epistemology. New York e Cambridge University Press.
Publicado
2020-06-28
Como Citar
Freitas, V. (2020). A noção de ‘senso comum’ em Thomas Reid. Discurso, 50(1), 219–237. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2020.171580
Seção
Artigos