Fazer ver e fazer falar: notas sobre o estilo filosófico de Merleau-Ponty

Autores

  • Leandro Neves Cardim Universidade Federal do Paraná – UFPR

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2021.188279

Palavras-chave:

Estilo, Artes, Literatura, Retórica, Ontologia

Resumo

Através da investigação destas duas figuras da retórica clássica na obra de Merleau-Ponty pretende-se verificar como ele as incorpora a sua filosofia. Para realizar esta tarefa o artigo compara passagens de todos os períodos de sua obra. Quando o filósofo usa estas figuras ele nos faz pensar nas relações da pintura, do cinema e da literatura com a filosofia. Ao trabalhar estas questões o artigo pretende não só conduzir uma interrogação de fundo sobre o modo como Merleau-Ponty trabalha com questões tradicionais, mas também sobre o alcance da ontologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Cassin, B. (2017). Jacques, o sofista: Lacan, logos e psicanálise. Tradução Yolanda Vilela. Belo Horizonte: Autêntica Editora.

Cícero. (1835). Rhétorique a Herennius. Trad. M. Delcasso. Paris: Panckoucke.

Freud. S. (2017). O chiste e sua relação com o inconsciente. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras.

Heidegger, M. (1985). Être et temps. Trad. Emmanuel Martinau. Paris: Authenti-ca.

Lacan, J. (1975). Encore. Seuil: Paris.

Merleau-Ponty, M. (1968). Résumés de cours. Collège de France 1952-1960. Paris: Gallimard.

__________. (1996). Sens et non-sens. Paris: Gallimard.

__________. (1996). Notes de cours 1959-1960. Paris: Gallimard.

__________. (1999). LʼŒil et lʼesprit. Paris: Gallimard.

__________. (2000). Parcours deux 1951-1961. Lagrasse: Éditions Verdier.

__________. (2012). La prose du monde. Paris: Gallimard.

__________. (2013a). “Cinemá et psychologieˮ [1945]. In: Merleau-Ponty e l’estetica oggi. Organização de Mauro Carbone. Milão: Mimesis Edizioni.

__________. (2013b). La structure du comportement. Paris: Puf.

__________. (2013c). Recherches sur lʼusage littéraire du langage. Genebra: Métis-Press.

__________. (2016a). Phénoménologie de la perception. Paris: Gallimard.

__________. (2016b). Le visible et lʼinvisible. Paris: Gallimard.

Paulhan, J. (1941). Les fleurs de Tarbes ou La Terreur dans les Lettres. Paris: Galli-mard.

__________. (1997). Traité des figures, in Jacob Cow le pirate. Ardèche: Deyrolle Éditeur.

Quintiliano. (2016). Instituição Oratória. Tomo IV. Trad. Bruno Basseto. Campi-nas: Unicamp.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Neves Cardim, L. (2021). Fazer ver e fazer falar: notas sobre o estilo filosófico de Merleau-Ponty. Discurso, 51(1), 115-131. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2021.188279

Edição

Seção

Artigos