Iluminação Mística, Iluminação Profana: Walter Benjamin

Autores

  • Olgária Matos Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.1994.37984

Palavras-chave:

Acaso, imagens dialéticas, iluminação profana, melancolia, iluminismo, razão

Resumo

O presente trabalho procura mostrar as possíveis significações dos conceitos benjaminianos de “iluminação profana” e “imagens dialéticas”, a fim de ampliar a Razão das Luzes, para a qual o acaso e a fortunasão incontornáveis e inquietantes para a estabilidade do projeto racionalista.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Olgária Matos, Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Professora do Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

1994-06-09

Como Citar

Matos, O. (1994). Iluminação Mística, Iluminação Profana: Walter Benjamin. Discurso, (23), 87-108. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.1994.37984

Edição

Seção

Nao definda