Práticas Letradas Seiscentistas

Autores

  • João Adolfo Hansen Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.1995.37998

Palavras-chave:

agudeza, decoro, emulação, engenho, juízo, prudência, sindérese

Resumo

O fim do texto é a discussão histórica de práticas de representação italianas, espanholas e luso-brasileiras do século XVII hoje anacronicamente unificadas como “Barroco". Analisa modelos teológico-políticos e retóricos da agudeza que caracteriza a racionalidade de Corte dramatizada nelas, particularizando a análise com EI Díscreto, de Baltazar Gracián.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Adolfo Hansen, Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Professor do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

1995-08-09

Como Citar

Hansen, J. A. (1995). Práticas Letradas Seiscentistas. Discurso, (25), 153-184. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.1995.37998

Edição

Seção

Nao definda