Caminhos entre a literatura e a história

  • Alfredo Bosi Universidade de São Paulo
Palavras-chave: História da Literatura, Crítica da Cultura, Dialética da Colonização

Resumo

O ARTIGO resume o itinerário do autor como historiador da Literatura Brasileira, teórico de poesia e estudioso de nossa formação cultural. Os momentos iniciais desse percurso recebem particular atenção: o estudo da Estética de Croce, o conhecimento da filosofia marxista de Gramsci, a influência do existencialismo cristão no final dos anos de 1950 e o engajamento na política de esquerda no Brasil dos anos de 1960 e 1970. Como docente de Literatura Italiana, o autor escreveu teses sobre Pirandello e Leopardi, ambas inéditas. Trabalhando no campo da história literária, na esteira da obra de Otto Maria Carpeaux, examinou as relações dialéticas entre ideologia e poesia e ideologia e narrativa, o que lhe abriu caminho para o seu conceito de literatura como resistência. Ao elaborar a Dialética da Colonização, dedicou-se ao estudo das tensões que marcam a história das ideologias no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2005-12-01
Como Citar
Bosi, A. (2005). Caminhos entre a literatura e a história . Estudos Avançados, 19(55), 315-334. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/eav/article/view/10113
Seção
Caminhos da Crítica