Experiência, ação e narrativa: reflexões sobre um curso de Hannah Arendt

Autores

  • Celso Lafer Universidade de São Paulo; Faculdade de Direito

Palavras-chave:

Hannah Arendt, Experiência, Narração, Ação, Imaginação e juízo reflexivo

Resumo

O artigo examina o alcance intelectual do curso de pós-graduação ministrado por Hannah Arendt na Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, no semestre do outono de 1965, intitulado "Political experiences in the twentieth century". Baseia-se nos meus próprios apontamentos como seu aluno em Cornell e nos roteiros preparados por Hannah Arendt para ministrar o curso, que estão guardados nos seus papéis na Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos. Indica, com base na documentação contida na Biblioteca do Congresso, as convergências desse curso com o ministrado anteriormente, em 1955, na Universidade da Califórnia e, subseqüentemente, em 1968, na New School for Social Research. Explora como esses cursos contribuem para a compreensão da importância por ela atribuída, na sua obra, à experiência, à narração, à ação, à imaginação e ao juízo reflexivo, que são componentes da maior relevância na configuração da originalidade do percurso intelectual de Hannah Arendt e que dela fazem uma das grandes pensadoras do século XX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-08-01

Como Citar

Lafer, C. (2007). Experiência, ação e narrativa: reflexões sobre um curso de Hannah Arendt . Estudos Avançados, 21(60), 289-304. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/eav/article/view/10254

Edição

Seção

Textos