Justiça climática e as estratégias de adaptação às mudanças climáticas no Brasil e em Portugal

Autores

  • Pedro Henrique Campello Torres Universidade de São Paulo, Instituto de Energia e Ambiente https://orcid.org/0000-0002-0468-4329
  • Alberto Matenhauer Urbinatti Universidade Estadual de Campinas, Departamento de Política Científica e Tecnológica
  • Carla Gomes Universidade de Lisboa, Instituto de Ciências Sociais
  • Luísa Schmidt Universidade de Lisboa, Instituto de Ciências Sociais
  • Ana Lia Leonel Universidade Federal do ABC, Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Gestão do Território
  • Sandra Momm Universidade Federal do ABC, Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Gestão do Território
  • Pedro Roberto Jacobi Universidade de São Paulo, Instituto de Energia e Ambiente

DOI:

https://doi.org/10.1590/s0103-4014.2021.35102.010

Palavras-chave:

Justiça climática, Brasil, Portugal, Adaptação

Resumo

Políticas, planos e estratégias de adaptação às mudanças climáticas têm ganhado agenda de governos em todo planeta e em diversas escalas. Estariam os atuais instrumentos endereçando a redução de desigualdades, justiça e demanda por direitos? A primeira parte da pesquisa analisa a produção científica no Brasil e em Portugal sobre justiça climática. A segunda parte discute como as estratégias e políticas atuais de adaptação nos dois países contêm componentes relacionados à justiça.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMBIENTE (APA), ENAAC - Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas, Resolução do Conselho de Ministros de Portugal n.24/2010, de 18 de março.

AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMBIENTE (APA). ENAAC - Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas: Relatórios Setoriais, 2012.

AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMBIENTE (APA). ENAAC 2020 - Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas, Resolução do Conselho de Ministros de Portugal n.56/2015, de 30 de julho.

ARSENIO, E.; MARTENS, K.; DI CIOMMO, F. Sustainable urban mobility plans: Bridging climate change and equity targets? Research in Transportation Economics, v.55, p.30-9, jun. 2016.

BARTIAUX, F. et al. Social diffusion of energy-related practices and representations: Patterns and policies in Portugal and Belgium. Energy Policy, v.88, p.413-21, 2016.

BARTIAUX, F. et al. Energy justice, unequal access to affordable warmth, and capabi- lity deprivation: A quantitative analysis for Belgium. Applied Energy, v.225, p.1219-33, 2018.

BOND, P. Crescimento verde inclusivo do Banco Mundial, Rio+20 e BRICS como ameaças à justiça climática. Tensões Mundiais, v.8, n.15, p.93-133, 2012.

BRANCO, M. G.; ARMADA, C. A. S. A. Desafios e perspectivas para a justiça ambiental face à nova realidade das mudanças climáticas. REBELA - Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos, v.8, n.2, 2018.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima: sumário executivo. Brasília, DF: MMA, 2016a.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Ministério do Meio Ambiente. Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima: volume 1 – estratégia geral. Brasília, DF: MMA, 2016b.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima: volume 2 – estratégias setoriais e temáticas. Brasília, DF: MMA, 2016c.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Revista Adaptação à Mudança do Clima, v.1, n.1, 2016d.

CAMPOS, I. et al. Understanding climate change policy and action in Portuguese municipalities: A survey. Land Use Policy, v.62, p.68-78, 2017.

CANEY S. Cosmopolitan justice, rights and global climate change. Canadian Journal of Law and Jurisprudence, p.255-78, 2005.

CARVALHO, A. Media (ted) discourses and climate change: a focus on political subjectivity and (dis) engagement. Wiley Interdisciplinary Reviews: Climate Change, v.1.2, p.172-9, 2010.

COLEN, J. Comentário ao texto ‘nações, gerações e justiça climática’, de Axel Gosseries. Revista Diacrítica, v.28, n.2, p.333-41, 2014.

DALLA-NORA, G.; SATO, M. Pontes nas securas das águas: reflexões sobre as mudanças climáticas e justiça climática em comunidades quilombolas. Ciência Geográfica, Bauru, ano XXIII, v.XXIII, n.1, jan./dez., 2019.

DELICADO, A.; FIGUEIREDO, E.; SILVA, L. Community perceptions of renewable energies in Portugal: Impacts on environment, landscape and local development. Energy Research & Social Science, v.13, p.84-93, 2016.

ESPINDOLA, I. B.; RIBEIRO, W. C. Cidades e mudanças climáticas: desafios para os planos diretores municipais brasileiros. Cad. Metrop., São Paulo, v.22, n.48, p.365-96, 2020.

FONSECA, P. M. O desafio do futuro no presente: a inconsistência temporal e a política das alterações climáticas. Relações Internacionais, p.137-150, 2014.

GOSSERIES, A. Nações, gerações e justiça climática. Revista Diacrítica, v.28, n.2, p.273-88, 2014.

GOUVEIA, J. P.; PALMA, P.; SIMÕES, S. G. Energy poverty vulnerability index: A multidimensional tool to identify hotspots for local action. Energy Reports, v.5, p.187-201, 2019.

GUERRA, J.; SCHMIDT L. Concretizar o wishful thinking - dos ODS à COP 21DOS ODS À COP21. Ambiente & Sociedade, v.19, n.4, p.197-214, 2016.

HENRIQUE, K. P.; TSCHAKERT, P. Pathways to urban transformation: From dispossession to climate justice. Progress in Human Geography, October 2020. doi:10.1177/0309132520962856

HORTA, A. et al. Energy poverty in Portugal: Combining vulnerability mapping with household interviews. Energy and Buildings, n.203, 2019.

IORIS, A.; IRIGARAY, C.; GIRARD, P. Institutional responses to climate change: opportunities and barriers for adaptation in the Pantanal and the Upper Paraguay River Basin. Climatic Change, v.127, p.139-51, 2014.

KASHWAN, P. Democracy in the Woods: Environemtnal Conservation and Social Justice in India, Tanzania, and Mexico. New York: Oxford University Press, 2017.

KASHWAN, P.; BIERMANN, F.; GUPTA, A.; C. OKEREKE. Planetary justice: Prioritizing the poor in earth system governance. Earth System Governance, Volume 6, December 2020, 100075.

KASHWAN, P. Climate Justice in the Global North: An Introduction. Case Studies in the Environment, p. 1-13, 2021.

MILANEZ, B.; FONSECA, I. F. Justiça climática e eventos climáticos extremos: o caso das enchentes no Brasil. Brasília: Ipea, 2010.

MILANEZ, B.; FONSECA, I. F. Justiça climática e eventos climáticos extremos: Uma análise da percepção social no Brasil. Revista Terceiro Incluído, v.1, n.2, p.82-100, 2011.

MILANEZ, B.; FONSECA, I. F. Climate justice: framing a new discourse in Brazil. Local Environment, v.17, n.10, p.1063-73, 2012.

MILLER, D. National Responsibility and Global Justice. Oxford: Oxford Press, 2007.

MIRANDA, A. C. de; FIRPO PORTO, M. Reflexões sobre a Rio + 20, a Cúpula dos Povos e a Saúde Coletiva. Saúde em Debate, v.36, p.68-76, 2012.

MMA. Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental. Subsídios ao processo de elaboração do Plano Nacional de Adaptação (PNA): Relatório da Consulta Pública 2014. MMA: Brasília, 2014.

MMA. Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental. Departamento de Licenciamento e Avaliação Ambiental. Relatório do Processo de Consulta Pública do Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima. Brasília, 2015.

NUNES, A. R. The contribution of assets to adaptation to extreme temperatures among older adults. Plos One, v.13, 2018.

O’RIORDAN, T.; GOMES, C.; SCHMIDT, L. The difficulties of designing future coastlines in the face of climate change. Landscape Research, v.39.6, p.613-30, 2014.

OLIVEIRA, F. A nação e a arena internacional: desafios climáticos globais. ethic - An international Journal for Moral Phylosophy, v.16, n.1, p.83, 2017.

OTTO, D. et al. Can MOOCs Empower People to Critically Think about Climate Change? A Learning Outcome Based Comparison of Two MOOCs. Journal of Cleaner Production, v.222, p.12-21, 2019.

RAMMÊ, R. S. A política da justiça climática: conjugando riscos, vulnerabilidades e injustiças decorrentes das mudanças climáticas. Revista de Direito Ambiental, v.65, p.367, 2012.

SANTOS, B. de S. The Future of the World Social Forum: The work of Translation. Development, v.48, p.15-22, 2005.

SAREEN, S.; HAARSTAD, H. Bridging socio-technical and justice aspects of sustainable energy transitions. Applied Energy, Elsevier, v.228(C), p.624-32, 2018.

SCHMIDT, L., DELICADO, A. Alterações climáticas na opinião pública. In: SCHMIDT, L.; DELICADO, A. (Ed.). Ambiente, alterações climáticas, alimentação e energia: a opinião dos portuguese. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2014.

SCHMIDT, L. et al. Mudanças climáticas e económicas na costa portuguesa: percepções das comunidades, justiça social e democratização. In: VII CONGRESSO PORTUGUÊS DE SOCIOLOGIA, SOCIEDADE, CRISE E RECONFIGURAÇÕES, 2012. S. l., 2012.

SCHMIDT, L. et al. Adapting Governance for Coastal Change in Portugal. Land Use Policy, p.314-25, 2013.

SCHMIDT, L. et al. Are we all on the same boat? The challenge of adaptation facing Portuguese coastal communities: Risk perception, trust-building and genuine participation. Land Use Policy, v.38, p.355-65, 2014.

SIMÕES, S. G.; GREGÓRIO, V.; SEIXAS, J. Mapping fuel poverty in Portugal. In: ENERGY ECONOMICS IBERIAN CONFERENCE, EEIC 2016. ELSEVIER SCIENCE BV, p.155-165, 2016.

TORRES, P. H. C. et al. Is the Brazilian National Climate Change Adaptation Plan Addressing Inequality? Climate and Environmental Justice in a Global South Perspective. Environ. Justice 2020, v.13, p.42-6, 2020.

TORRES, P. H. C. et al. Data and knowledge matters: Urban adaptation planning in São Paulo, Brazil. Urban Climate, v.36, 2021.

VERDAN, T. L. Injustiça climática? Um contemporâneo conceito em sede de injustiça ambiental. Conteúdo Juridico, Brasília, 2016.

VERDAN. Direitos humanos climáticos: a injustiça climática como potencializadora do alargamento dos Direitos Humanos. Conteúdo Jurídico, Brasilia, 2017.

VIEGAS, V. et al. Alterações Climáticas, Percepções e Racionalidades. Revista de Gestão Costeira Integrada, v.14, n.3, p.347-63, 2014.

ZAGONARI, F. Sustainable, Just, Equal, and Optimal Groundwater Management Strategies to Cope with Climate Change: Insights from Brazil. Water Resources Management, v.24, n. 13, p.3731-56, 2010.

Downloads

Publicado

2021-09-01

Como Citar

Torres, P. H. C., Urbinatti, A. M., Gomes, C., Schmidt, L., Leonel, A. L., Momm, S., & Jacobi, P. R. (2021). Justiça climática e as estratégias de adaptação às mudanças climáticas no Brasil e em Portugal. Estudos Avançados, 35(102), 159-176. https://doi.org/10.1590/s0103-4014.2021.35102.010

Dados de financiamento