Do aldeamento de Mboy à formação do Museu de Arte Sacra dos Jesuítas em Embu das Artes (SP)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/s0103-4014.2021.35102.016

Palavras-chave:

Aldeamento, Companhia de Jesus, Patrimônio, Museu, Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Resumo

A antiga igreja de Nossa Senhora do Rosário, localizada na cidade de Embu das Artes (SP), é um dos mais importantes documentos artísticos e arquitetônicos remanescentes da atuação da Companhia de Jesus no Brasil colônia. O prédio e seu acervo foram tombados em 1938 pelo então recém-criado Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan) e, apesar de sua relevância, ainda são poucos os trabalhos que se dedicaram à formação da localidade e do acervo da antiga igreja, hoje exposto no Museu de Arte Sacra dos Jesuítas, instalado no local. Este texto, portanto, pretende traçar brevemente o histórico de formação do aldeamento jesuítico de Mboy, enquanto um espaço de missão da Companhia de Jesus, e trazer alguns elementos importantes acerca da história de constituição e preservação deste patrimônio cultural ao longo do tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACTAS da Câmara da Cidade de S. Paulo (1730-1736). Publicação official do Archivo Municipal de S. Paulo. São Paulo: TypografiaPìratininga, 1915, v.X.

AMBROSIO, E. R. Presépio Napolitano do Museu de Arte Sacra de São Paulo e de coleções internacionais: cenografia e expografia. Campinas, 2012. Tese (Doutorado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas.

ANDRADE, A. L. D. de. Nariz torcido de Lúcio costa. Sinopses [S.l.], n.18, 1992.

ANDRADE, M. de. Será o Benedito! – Artigos publicados no Suplemento em Rotogravura de O Estado de S. Paulo. São Paulo: Educ; Giordano; Ag. Estado, 1992.

ARROYO, L. Nossa Senhora do Rosário do Embu (O Mboy das Lendas). In: Igrejas de São Paulo. Introdução ao estudo dos templos mais característicos de São Paulo nas suas relações com a crônica da cidade. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1954.

CARVALHO, O. de S. Madre Odette: sua vida sua Obra (IX). Tribuna do Embu, julho 1969.

COUTINHO, P. M. Folha da Noite, quarta-feira, 2 de janeiro de 1957.

DOCUMENTOS interessantes para a História e Costumes de S. Paulo. São Paulo: Typ. Cardozo Filho & Comp., 1915, v.44.

DUARTE, P. Briguinha condena o convento do Embu. O Estado de S. Paulo, domingo, 12 de novembro de 1972.

FONSECA, M. Vida do Venerável Padre Belchior de Pontes. Lisboa: Publicado pela officina de Francisco da Silva, 1752. Reeditada pela Companhia Melhoramentos de São Paulo: Cayeiras: Rio de Janeiro, 1932.

GALVÃO, C. A. P. Oswaldo de Souza: o canto do nordeste. Rio de Janeiro: Funarte, 1988.

INVENTÁRIOS E TESTAMENTOS. São Paulo: Arquivo do Estado de São Paulo, v.24.

LEITE, A. S. História da Companhia de Jesus no Brasil. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro; Lisboa: Livraria Portugália, 1945, t.VI.

MARTINS, R. M. de A. Vestigios cifrados: Destrucción, dispersión y reconstitución del patrimonio jesuítico en los Estados de Río de Janeiro y São Paulo. H-ART, n.3, p.215-52, julio-diciembre 2018.

O ESTADO DE S. PAULO. Restaurado o antigo órgão do Convento de N. S. do Embu, quinta-feira, 1 de outubro de 1953.

SILVA, A. O aldeamento jesuítico de Mboy: administração temporal (séc. XVII-XVIII). São Paulo, 2018. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

TIRAPELI, P. Igrejas paulistas: barroco e rococó. São Paulo: Editora Unesp; Imprensa Oficial do Estado, 2003.

Downloads

Publicado

2021-09-01

Como Citar

Silva, A. B. (2021). Do aldeamento de Mboy à formação do Museu de Arte Sacra dos Jesuítas em Embu das Artes (SP). Estudos Avançados, 35(102), 263-278. https://doi.org/10.1590/s0103-4014.2021.35102.016