Barros, A. (1991). Schenberg: nada que é humano lhe era estranho . Estudos Avançados, 5(11), 195-198. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/eav/article/view/8602