Dinâmica da concentração da atividade industrial no Brasil entre 1994 e 2004: uma análise a partir de economias de aglomeração e da nova geografia econômica

Autores

  • Magno Vamberto Batista da Silva UFPB; Departamento de Economia; PPGE
  • Raul da Mota Silveira Neto UFPE; PIMES

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502009000200006

Resumo

O trabalho caracteriza os níveis e padrões da concentração da indústria brasileira entre 1994 e 2004, e identifica os determinantes econômicos do crescimento do emprego industrial estadual brasileiro no período. As evidências mostram que desconcentração industrial é mais forte para o segmento intensivo em recursos naturais e mais fraca no de intensivo capital. Novos polos de crescimento do emprego parecem surgir no Nordeste, especialmente, para o segmento intensivo trabalho. As evidências obtidas apontam para a importância das externalidades dinâmicas - as quais são mensuradas pela variável diversidade industrial - dos linkages de mercados e dos custos de transportes para o crescimento do emprego. Essas evidências são coerentes com os argumentos da Nova Geografia Econômica e de Jacobs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-01

Como Citar

Silva, M. V. B. da, & Silveira Neto, R. da M. (2009). Dinâmica da concentração da atividade industrial no Brasil entre 1994 e 2004: uma análise a partir de economias de aglomeração e da nova geografia econômica. Economia Aplicada, 13(2), 299-331. https://doi.org/10.1590/S1413-80502009000200006

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)