Análise da área desmatada municipal na Amazônia brasileira no período 2000-2004: uma abordagem com modelos não lineares

Autores

  • José Nilo de Oliveira Júnior Universidade Federal do Pará; PPGEconomia
  • Marcelo Bentes Diniz Universidade Federal do Pará; PPGEconomia
  • Roberto Tatiwa Ferreira Universidade Federal do Ceará
  • Ivan Castelar Universidade Federal do Ceará
  • Márcia Jucá Teixeira Diniz Universidade Federal do Pará; PPGEconomia

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502010000300007

Palavras-chave:

Amazônia Legal, Desmatamento, Convergência

Resumo

Existe uma certa assimetria na distribuição do desmatamento da Amazônia Legal brasileira, concentrando-se particularmente nos estados do Mato Grosso, Pará e Rondônia, o que estaria, em princípio, associado a certas características comuns de suas atividades produtivas predominantes, como a pecuária, a exploração madeireira e, mais recentemente, a expansão da produção de grãos. Todavia, pode-se indagar se é possível a formação de grupos de economias municipais com características semelhantes, quanto às causas ligadas ao desmatamento. Com este objetivo em mente, procura-se neste artigo testar a hipótese de convergência em clubes a partir das áreas desmatadas dos municípios da Amazônia Legal no período de 2000 a 2004. A fim de alcançar o objetivo proposto foi utilizado um modelo com efeito limiar (threshold) baseado em Hansen (2000). Os resultados empíricos corroboram a hipótese levantada, no que concerne a formação de quatro clubes de convergência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-09-01

Como Citar

Oliveira Júnior, J. N. de, Diniz, M. B., Ferreira, R. T., Castelar, I., & Diniz, M. J. T. (2010). Análise da área desmatada municipal na Amazônia brasileira no período 2000-2004: uma abordagem com modelos não lineares. Economia Aplicada, 14(3), 395-411. https://doi.org/10.1590/S1413-80502010000300007

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)