Evidências empíricas de interação espacial das políticas habitacionais para os municípios brasileiros

Autores

  • Enlinson Mattos FGV; EESP
  • Mariana Suplicy USP; FEA
  • Rafael Terra UNB

DOI:

https://doi.org/10.1590/1413-8050/EA253

Resumo

Este trabalho investiga a eventual interação estratégica das políticas habitacionais existentes entre municípios brasileiros. Utilizando dados da Munic (2004, 2005 e 2008) aplicados a modelos espaciais com dados em painel, verificou-se que há evidências de um jogo estratégico entre municípios ao decidir a provisão de bens públicos na área da habitação. Em particular, as evidências indicam que municípios respondem positivamente à quantidade de políticas habitacionais de seus vizinhos. Um aumento médio de política habitacional entre os vizinhos provoca um aumento de uma fração de 0,12 política no município sob análise. Outros testes, de autocorrelação espacial local e de evolução do índice de políticas sugerem que, de fato, existe o fenômeno de race to the bottom entre os municípios brasileiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Como Citar

Mattos, E., Suplicy, M., & Terra, R. (2014). Evidências empíricas de interação espacial das políticas habitacionais para os municípios brasileiros. Economia Aplicada, 18(4), 579-602. https://doi.org/10.1590/1413-8050/EA253

Edição

Seção

Artigos