Efeitos da instabilidade da taxa de câmbio no comércio setorial entre Brasil e seus principais parceiros comerciais

Autores

  • Geraldo Moreira Bittencourt Universidade Federal de Juiz de Fora; Departamento de Economia
  • Antônio Carvalho Campos UFV; Departamento de Economia Rural

DOI:

https://doi.org/10.1590/1413-8050/ea503

Resumo

Este trabalho teve por objetivo avaliar como a instabilidade cambial tem afetado os fluxos de exportações e importações setoriais do Brasil com seus principais parceiros (China, EUA, Argentina, Holanda, Japão, Alemanha e Chile), no período de 1989 a 2011. Foram realizadas estimações de uma equação gravitacional para as exportações e importações setoriais entre o Brasil e os parceiros considerados. Os resultados para os fluxos de importações e exportações revelaram que a instabilidade cambial e o efeito third country (instabilidade cambial de um terceiro país) são prejudiciais para todos os setores, evidenciando que os dois fluxos de comércio setorial entre o Brasil e seus principais parceiros comerciais são negativamente afetados não só pela própria incerteza cambial, mas também pela instabilidade da taxa de câmbio dos parceiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Como Citar

Bittencourt, G. M., & Campos, A. C. (2014). Efeitos da instabilidade da taxa de câmbio no comércio setorial entre Brasil e seus principais parceiros comerciais. Economia Aplicada, 18(4), 657-678. https://doi.org/10.1590/1413-8050/ea503

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)