Endividamento Agrícola: Quão comprometidos são os produtores do polo Petrolina-Juazeiro frente a suas dívidas?

Autores

  • Emanoel de Souza Barros Universidade Federal de Pernambuco
  • Leonardo Ferraz Xavier Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Danielle Tavares Pessoa Governo de Pernambuco
  • Tiago Farias Sobel Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.1590/ea.v19i1.106030

Palavras-chave:

Agricultura, Inadimplência, Petrolina-Juazeiro, Logit, Probit.

Resumo

O presente artigo busca identificar os determinantes da inadimplência entre os produtores de frutas do Polo Petrolina-Juazeiro. Para tanto, foi utilizado ummodelo logit ordenado em função do produtor “escolher” se tornar inadimplente, renegociar sua dívida ou ser adimplente com os setores público e privado. Os resultados mostram que os produtores têm cinco vezes mais chances de se tornarem inadimplentes com o setor público do que com o setor privado. Há divergências quanto aos fatores que explicama inadimplência frente ao setor público e frente ao setor privado, o que aprofunda a compreensão do tema em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-03-19

Como Citar

Barros, E. de S., Xavier, L. F., Pessoa, D. T., & Sobel, T. F. (2015). Endividamento Agrícola: Quão comprometidos são os produtores do polo Petrolina-Juazeiro frente a suas dívidas?. Economia Aplicada, 19(1), 171-200. https://doi.org/10.1590/ea.v19i1.106030

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)