Integração monetária no Mercosul: ganhos com menores custos de transação?

Autores

  • Leonardo Chagas Presidência da Republica; Casa Civil
  • Renato Baumann Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502007000100005

Palavras-chave:

integração regional, áreas preferenciais de comércio, uniões monetárias, Mercosul, custos de transação

Resumo

A redução dos custos de transação é um dos benefícios mais citados na literatura sobre ganhos e perdas de uma moeda única. Este artigo busca estimar quais seriam os custos de transação que poderiam ser economizados pela economia brasileira, caso fosse adotada uma moeda única no Mercosul. Os resultados obtidos apontam uma economia, em termos de valor presente, de pouco mais de 5 bilhões e 500 milhões de dólares norte-americanos. Este montante refere-se aos custos de transação que o setor real da economia deixaria de transferir ao setor financeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-03-01

Como Citar

Chagas, L., & Baumann, R. (2007). Integração monetária no Mercosul: ganhos com menores custos de transação?. Economia Aplicada, 11(1), 95-111. https://doi.org/10.1590/S1413-80502007000100005

Edição

Seção

Artigos