Stock returns and volatility: the Brazilian case

Autores

  • Benjamin M. Tabak Banco Central do Brasil; Research Department
  • Solange M. Guerra Universidade Católica de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502007000300001

Palavras-chave:

retornos de ações, volatilidade, regressões aparentemente não relacionadas, EGARCH

Resumo

Este artigo examina a relação entre retornos de ações e volatilidade no período de junho de 1990 a abril de 2002. Estudamos a relação entre retornos de ações e volatilidade no nível da firma para uma amostra de 25 séries de ações brasileiras. Usando o método de regressões aparentemente não relacionadas (SUR) a evidência empírica sugere que retornos contemporâneos e volatilidades estão positivamente e significativamente relacionados enquanto existe relação negativa entre mudanças de volatilidade e retornos de ações. Finalmente, o efeito de assimetria na volatilidade é consistente com as ações brasileiras como pode ser percebido dos resultados da estimação AR(1)-EGARCH(1,1).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-09-01

Como Citar

Tabak, B. M., & Guerra, S. M. (2007). Stock returns and volatility: the Brazilian case. Economia Aplicada, 11(3), 329-346. https://doi.org/10.1590/S1413-80502007000300001

Edição

Seção

Artigos