Controlando o pânico

Autores

  • Rubens Hossamu Morita GVCepe
  • Rodrigo De Losso da Silveira Bueno GVCepe
  • Ricardo Antônio Pires GVCepe

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502008000100002

Palavras-chave:

teoria de valores extremos, VaR

Resumo

Este artigo aplica o algoritmo de Danielsson e De Vries (1997) e métodos de estimação paramétricos para calcular o "value-at-risk" baseado na distribuição dos extremos dos índices Ibovespa e MSCI Industrial. Mostra que as previsões fora da amostra, obtidas pelos métodos paramétrico e não-paramétrico, são consideravelmente melhores que o método convencional, em que se usa a Normal, para calcular o "value-at-risk" no caso de carteiras de ativos, cuja metodologia de composição está bastante consolidada. O artigo sugere a integração dos métodos de cálculo de "value-at-risk " em condições de normalidade e extremas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-03-01

Como Citar

Morita, R. H., Bueno, R. D. L. da S., & Pires, R. A. (2008). Controlando o pânico. Economia Aplicada, 12(1), 29-54. https://doi.org/10.1590/S1413-80502008000100002

Edição

Seção

Artigos