Exchange rate and fundamentals: the case of Brazil

Autores

  • Marcelo L. Moura Ibmec São Paulo; Business School
  • Adauto R. S. Lima Ibmec São Paulo; Business School
  • Rodrigo M. Mendonça Ibmec São Paulo; Business School

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502008000300003

Palavras-chave:

modelos de regra de Taylor, modelos monetários, previsibilidade fora da amostra, cointegração, modelos de correção de erros

Resumo

O desempenho de previsão para fora da amostra é testado para um amplo conjunto de modelos empíricos de taxa de câmbio em uma economia emergente com taxa de câmbio flutuante e regime de metas de inflação. Comparado à literatura recente de modelos de previsão da taxa de câmbio, nós incluímos um conjunto mais extenso de modelos. São testados modelos tradicionais da década de 1980, modelos de equilíbrio comportamental da taxa de câmbio dos anos de 1990 e um modelo baseado na regra de Taylor. Neste último, o modelo incorpora um função de reação do Banco Central, na qual a taxa de juros é definida de acordo com uma regra de Taylor. Nossos resultados demonstram que modelos de regra de Taylor e de equilíbrio comportamental da taxa de câmbio, este último combinando diferenciais de produtividade com ajustes de carteira, têm desempenho fora da amostra superior a um passeio aleatório. Evidências de poder de previsão também são obtidas para modelos parcimoniosos baseados em argumentos de paridade descoberta da taxa de juros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-09-01

Como Citar

Moura, M. L., Lima, A. R. S., & Mendonça, R. M. (2008). Exchange rate and fundamentals: the case of Brazil. Economia Aplicada, 12(3), 395-416. https://doi.org/10.1590/S1413-80502008000300003

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)