Reservas internacionais ótimas para o Brasil: uma análise simples de custo-benefício para o período 1999-2007

Autores

  • Marco Antônio F. de H. Cavalcanti Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
  • Christian Vonbun Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502008000300006

Palavras-chave:

reservas internacionais, dívida externa, crises de default

Resumo

Este artigo calcula, por meio de extensões da metodologia de Ben-Bassat e Gottlieb (1992), o nível ótimo de reservas internacionais para o Brasil no período 1999-2007, bem como as perdas sociais associadas à manutenção de reservas em nível distinto do ótimo. De acordo com os resultados obtidos, o nível de reservas observado no Brasil parece ter se tornado "excessivo" a partir de 2005 ou 2006, sob diversos cenários e hipóteses alternativas para os principais parâmetros do modelo, gerando perdas sociais crescentes para o País.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-09-01

Como Citar

Cavalcanti, M. A. F. de H., & Vonbun, C. (2008). Reservas internacionais ótimas para o Brasil: uma análise simples de custo-benefício para o período 1999-2007. Economia Aplicada, 12(3), 463-498. https://doi.org/10.1590/S1413-80502008000300006

Edição

Seção

Artigos