[1]
D. M. da S. Seabra, R. da M. Silveira Neto, e T. A. de Menezes, “Amenidades urbanas e valor das residências: uma análise empírica para a cidade do Recife”, Econ. Aplic., vol. 20, nº 1, p. 143-169, mar. 2016.