[1]
C. R. de M. Castro, G. da S. e Souza, e M. E. Tannuri-Pianto, “Gastos em educação: mais recursos sem gestão?”, Econ. Aplic., vol. 21, nº 2, p. 285-309, jun. 2017.