Fatores Associados à Evasão no Ensino Superior Brasileiro

Um estudo de análise de sobrevivência para os cursos das áreas de Ciência, Matemática e Computação e de Engenharia, Produção e Construção em instituições públicas e privadas

  • Alice Saccaro Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Marco Túlio Aniceto França Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS
  • Paulo de Andrade Jacinto Universidade Federal do Paraná - UFPR
Palavras-chave: evasão, ensino superior, ciências naturais, engenharia, análise de sobrevivência.

Resumo

A escassez de profissionais do campo das ciências naturais e engenharias atinge diversos países.
No Brasil, uma das causas para esse fenômeno é a alta evasão de estudantes de cursos
de ensino superior dessa área. Em função dos cursos das instituições públicas e de parte significativa
dos empréstimos e bolsas de estudo ofertadas no ensino privado serem custeados
por recursos governamentais, torna-se importante avaliar os motivos que causam o elevado
abandono. Portanto, o objetivo deste artigo consiste em analisar variáveis que influenciam
na evasão. O método utilizado é o de Análise de Sobrevivência, por meio das bases de dados
do Censo da Educação Superior dos anos de 2009 a 2014. Como resultado, percebe-se que a
evasão é maior nas instituições privadas. Ser homem e ter mais idade diminui o tempo de vida
do indivíduo no ensino superior, enquanto que alunos contemplados com apoio financeiro
apresentam uma maior retenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alice Saccaro, Universidade Federal Fluminense - UFF

Mestre em Economia do Desenvolvimento pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PPGE/PUCRS).

Marco Túlio Aniceto França, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS

Doutor em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professor adjunto do Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PPGE/PUCRS). E-mail: marco.franca@pucrs.br.

Paulo de Andrade Jacinto, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). É professor titular do Deptartamento de Economia da Universidade Federal do Paraná. E-mail: paulo.jacinto@ufpr.br.

Publicado
2019-03-20
Seção
Artigo