A oportunidade perdida em meio à revolução inesperada

a contribuição de Antonio Delfim Netto para a economia brasileira

Resumo

Economia é arte estranha, que navega entre a academia, o debate sobre os rumos do país e a intervenção na política pública. Nenhum economista brasileiro trafegou por essas três áreas com tamanha influência como Antonio Delfim Netto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Lisboa, Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Presidente do Insper − Insper Instituto de Ensino e Pesquisa.

Referências

Bacha, E. (1968): “A Política Cafeeira do Brasil, 1952/1967”. Revista Dados, 5. Reproduzido com correções em: Mitos de uma Década, Werner Baer (organizador). Editora Paz e Terra, 1976.

Canabrava, A., org. (1984): História da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo, 1946-1981. São Paulo: FEA/USP.

Delfim Netto, A. (1959): O Problema do Café no Brasil. Editora Unesp, terceira edição, 2009.

Delfim Netto, A. (2018): O Animal Econômico. Editora Três Estrelas.

Gudin, E. (1943): Princípios de Economia Monetária. Editora Agir, 8 edição, 1972.

Hahn, F. (1982): “The neo-Ricardians”. Cambridge Journal of Economics; 6(4).

Langoni, C. (1974): Distribuição de Renda e Desenvolvimento Econômico no Brasil. Editora FGV, terceira edição, 2005.

Leff, N. e A. Delfim Netto (1966): “Import Substitution. Foreign Investment, and International Disequilibrium in Brazil”. The Journal of Development Studies; 2(3).

Lisboa, M. (2019): “A Estranha Economia da USP, uma Historiadora Fora do Lugar, um Estatístico que Admirava Marshall e Antonio Delfim Netto: Um preâmbulo para as imensas contribuições de Affonso Celso Pastore”. Texto apresentado no seminário em homenagem aos 80 anos de Affonso Celso Pastore.

Lisboa, M. e Z. Latif (2014): “Crescimento e Democracia no Brasil”. A Via Democrática, Simon Schwartzman, org. Editora Elsevier.

Pessôa, S. e M. Lisboa (2019): “Affonso Celso Pastore: Debate permanente com base na evidência empírica”. Texto apresentado no seminário em homenagem aos 80 anos de Affonso Celso Pastore.

Restuccia, D. e R. Rogerson (2017): “The Causes and Costs of Misallocation”. Journal of Economic Perspectives; 1(3).

Veloso, F., A. Vilella e F. Giambiagi (2008): “Determinantes do “Milagre” Econômico Brasileiro (1968-1973): uma análise empírica”. Revista Brasileira de Economia, 62(2).

Publicado
2020-06-30
Seção
Comunicação Breve