Plano de saúde por acumulação: viabilidade e fatores de impacto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-53575233glrc

Palavras-chave:

Plano de saúde, Acumulação, Premissas atuariais, Premissas assistenciais

Resumo

O modelo brasileiro de Saúde Suplementar, baseado na Repartição Simples, reflete dificuldade de permanência do indivíduo com o avanço da idade, que traz expressivo acréscimo na contraprestação dos planos e o eventual fim da relação empregatícia. Com o objetivo de avaliar um modelo alternativo na manutenção saudável dos planos de saúde, foi estudada a viabilidade de um produto baseado na acumulação de recursos ao longo da vida. Foram realizadas simulações variando premissas impactantes no valor necessário a contribuir em relação ao salário, sendo utilizados dados da ANS. Os resultados sugerem que um modelo de plano de saúde por acumulação pode ser viável, dependendo do cenário em que o indivíduo se encontra, apresentando-se mais acessível a indivíduos do sexo masculino, residentes na região sudeste, que iniciem suas contribuições ao plano cedo, aposentem-se mais tarde e se encontrem em uma economia que apresente taxas de juros altas e taxas de reajuste baixas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovanna Rafael Leonetti, Universidade Federal de São Paulo.Escola Paulista de Política, Economia e Negócios

Bacharel em Ciências Atuariais

Roberto Bomgiovani Cazzari, Universidade Federal de São Paulo.Escola Paulista de Política, Economia e Negócios

Professor

Referências

Agência Nacional de Saúde Suplementar. 2020a. “Formas de contratação de planos de saúde”. Acessado em 20 de agosto de 2020. http://www.ans.gov.br/planos-de-saude-e-operadoras/contratacao-e-troca-de-plano/dicas-para-escolher-um plano/formas-de-contratacao-de-planos-de-saude

Agência Nacional de Saúde Suplementar. 2020b. “Painel de Precificação: Planos de Saúde 2018”. Acessado em 14 de setembro de 2020. http://www.ans.gov.br/images/stories/noticias/pdf/Painel_de_Precifica%C3%A7%C3%A3o_2018.pdf

Agência Nacional de Saúde Suplementar. 2020c. “Painel de Precificação: Planos de Saúde 2020”. Acessado em 18 de dezembro de 2020. https://dados.gov.br/dataset/painel-de-precificacao

Agência Nacional de Saúde Suplementar. 2020d. “Segmentação Assistencial”. Acessado em 26 de outubro. http://www.ans.gov.br/planos-de-saude-e-operadoras/contratacao-e-troca-de-plano/dicas-para-escolher-um plano/segmentacao-assistencial

Agência Nacional de Saúde Suplementar. 2021. “Reajustes Aplicados pelas Operadoras para Contratos Coletivos com até 30 Beneficiários”. Acessado em 6 de janeiro de 2021. http://www.ans.gov.br/17-planos-de-saude-e-operadoras/espaco-do consumidor/5095-reajustes-aplicados-pelas-operadoras-para-contratos-coletivos-com-ate-30-beneficiarios-2019-2020

Antonio, Gilka Lopes Moreira. 2018. “A política de reajuste dos planos de saúde: discussões sobre a alteração da metodologia de reajuste dos planos individuais/familiares no âmbito da ANS”. Monografia/TCC, Escola Nacional de Administração Pública. Recuperado em 6 de outubro de 2020 de: https://repositorio.enap.gov.br/bitstream/1/3597/1/1%c2%aa%20colocada%20%28T1%29%20%20Gilka%20Lopes%20Morera%20Ant%c3%b4nio%20%28monografia%20021%29.pdf

Atlas, Scott. 2016. Restoring Quality Health Care: A Six-Point Plan for Comprehensive Reform at Lower Cost.

Washington: Hoover Institution Press Publication.

Banco Central do Brasil. 2022. “Taxas de juros básicas – Histórico”. Acessado em 18 de março de 2022. https://

www.bcb.gov.br/controleinflacao/historicotaxasjuros

Barreto, Daniella Jandy de Souza. 2020. “Expectativa de vida e gastos com saúde no Brasil”. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Pernambuco. Recuperado em 14 de setembro de 2020 de: https://repositorio. ufpe.br/bitstream/123456789/37718/1/DISSERTA%c3%87%c3%83O%20Daniella%20Jandy%20de%20Souza%20Barreto.pdf

Baumann, Florian, Volker Meier e Martin Werding. 2008. “Transferable Ageing Provisions in Individual Health Insurance Contracts”. German Economic Review 9, no. 3: 287-311. Recuperado em 8 de outubro de 2020 de: https://doi.org/10.1111/j.1468-0475.2008.00434.x

Brasil. 1990. Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Brasília: Brasil. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8080.htm

Brasil. 1998. Lei Nº 9.656, de 3 de junho de 1998. Brasília: Brasil. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9656.htm

Brasil. 2021. Lei Nº 14.158, de 2 de junho de 2021. Brasília: Brasil. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2021/lei/L14158.htm

Brasil, Cristina Índio do. 2019. “Gastos com saúde privada no Brasil somam R$ 231 bilhões de 2010 a 2017”.

Agência Brasil, 20 de dezembro de 2019. Recuperado em 22 de agosto de 2020 de: https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2019-12/gastos-com-saude-privada-foi-r-231-bilhoes-no-brasil-de-2010-2017

Busch, Fritz, Barbara Collier, Jason Karcher e Steve Phillips. 2019. “Consumers to the Rescue? A Primer on HDHPs and HSAs”. Society of Actuaries – Health Watch, no. 88: 8-19. Recuperado em 17 de novembro de 2020 de: https://www.soa.org/globalassets/assets/library/newsletters/health-watch-newsletter/2019/february/hsn-2019-iss88-busch.pdf

Carvalho, Josiane Correa de Souza, Wesllay Carlos Ribeiro, Letícia Lima Milani Rodrigues, e Márcio de Oliveira Pereira. 2020. “Os desafios financeiros do setor de saúde suplementar e o resseguro como alternativa”. Revista Debate Econômico 6, nº. 2: 86-100. Recuperado em 22 de agosto de 2020 de: https://publicacoes.unifal-mg. edu.br/revistas/index.php/revistadebateeconomico/article/view/896

Cataldi, Flávia Regina, e Luís Eduardo Afonso. 2020. “Um Estudo Exploratório Sobre a Viabilidade de um Modelo Híbrido de Plano de Saúde com Acumulação”. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS 9, nº.2: 215-240. Recuperado em 8 de outubro de 2020 de: https://periodicos.uninove.br/revistargss/article/view/15866

Coelho, Luana Martins. 2019. “Dinâmica de Expansão do Mercado de Planos de Saúde no Brasil: Uma Análise por Meio de um Modelo Baseado em Agentes”. Dissertação, Universidade do Vale do Rio Sinos. Recuperado em 19 de março de 2022 de: http://www.repositorio.jesuita.org.br/bitstream/handle/UNISINOS/8132/Luana%20Martins%20Coelho_.pdf

Ervatti, Leila Regina, Gabriel Mendes Borges e Antônio de Ponte Jardim, 2015. Mudança Demográfica no Brasil no Início do Século XXI - Subsídios para as Projeções da População. Brasília: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Fronstin, Paul. 2018. “The Role of Health Savings Accounts in Retirement Decumulation Strategies: Implications for Financial Well-Being”. Benefits Quarterly 34, no. 4: 8-12. Recuperado em 17 de novembro de 2020 de: https://www.iscebs.org/Resources/BQ/Pages/BQ-executive-summaries-2018.aspx

Fronstin, Paul e Jake Spiegel. 2019. “Health Savings Account Balances, Contributions, Distributions, and Other Vital Statistics, 2018: Statistics from the EBRI HSA Database”. EBRI Issue Brief, 5 de dezembro de 2019. Recuperado em 26 de outubro de 2020 de: https://www.ebri.org/content/health-savings-account-balances-contributions-distributions-and-other-vital-statistics-2018-statistics-from-the-ebri-hsa-database

Gomes, Romeu, Elaine Ferreira do Nascimento e Fábio Carvalho de Araújo. 2007. “Por que os homens buscam menos os serviços de saúde do que as mulheres? As explicações de homens com baixa escolaridade e homens com ensino superior”. Cad. Saúde Pública 3, no 23. Recuperado em 15 de março de 2022 de: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2007000300015

Hageman, Sally. 2019. “Health Savings Account Effects on Health and Debt”. Dissertação de mestrado, University of Maryland. Recuperado em 17 de novembro de 2020 de: http://hdl.handle.net/10713/11015

Hageman, Sally Anne e Diane Marie M. St. George. 2019. “Health Savings Account Ownership and Financial Barriers to Health Care: What Social Workers Should Know”. Social Work in Public Health 34, no. 2: 176-188. Recuperado em 15 de setembro de 2020: https://doi.org/10.1080/19371918.2019.1575310

Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia. 2018. “Projeção da População 2018: número de habitantes do país deve parar de crescer em 2047”. Acessado em 17 de março de 2022. https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/21837-projecao-da-populacao-2018-numero-de-habitantes-do-pais-deve-parar-de-crescer-em-2047

Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia. 2018. “Expectativa de vida dos brasileiros aumenta 3 meses e chega a 76,6 anos em 2019”. Acessado em 17 de março de 2022. https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/29505-expectativa-de-vida-dos-brasileiros-aumenta-3-meses-e-chega-a-76-6-anos-em-2019

Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia. 2021. “Estatísticas de Gênero - Indicadores sociais das mulheres no Brasil”. Acessado em 19 de março de 2022. https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101784_informativo.pdf

Instituto de Estudos de Saúde Suplementar. 2022. “VCMH/IESS”. Acessado em 18 de março de 2022. https://iessdata.iess.org.br/dados/vcmh

International Labour Office. 2018. “Women and Men in the Informal Economy: A Statistical Picture Geneva:

International Labour Office. Acessado em 19 de março de 2022. https://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---dgreports/---dcomm/documents/publication/wcms_626831.pdf

Instituto Nacional do Seguro Social. 2022. “O que é aposentadoria por idade?”. Acessado em 17 de março de 2022. https://www.gov.br/inss/pt-br/acesso-a-informacao/perguntas-frequentes/

Kullgren, Jeffrey T., Elizabeth Q. Cliff, Christopher Krenz, Brady T. West, Helen Levy, Mark Fendrick e Angela Fagerlin. 2020. “Use of Health Savings Accounts Among US Adults Enrolled in High-Deductible Health Plans”. JAMA Network Open 3, nº 7: e2011014. Recuperado em 26 de outubro de 2020 de: https://10.1001/jamanetworkopen.2020.11014

Leão, Simone Letícia Severo e Sousa Dabés, e Sabrina Nunes Borges. 2020. “A Judicialização da Saúde no Brasil e a Regulação da Saúde Suplementar através da Agência Nacional de Saúde”. Revista de Direito Sociais e Políticas Públicas 6, nº. 1: 122-142. Recuperado em 6 de outubro de 2020 de: https://indexlaw.org/index.php/revistadspp/article/view/6572/pdf

Malfatti, Alexandre David. 2019. “Plano de saúde. Modalidade individual ou familiar. Cláusula de reajuste de mensalidade por mudança de faixa etária. Apontamentos sobre o julgamento do Recurso Especial nº 1.568.244 – RJ da Segunda Seção do Superior Tribunal de Justiça, datado de 14.12.2016 (acórdão publicado no DJe 19.12.2016). Análise da tese fixada para os efeitos do artigo 1.040 do Código de Processo Civil”. Cadernos Jurídicos 49: 13-34. Recuperado em 7 de outubro de 2020 de: http://www.tjsp.jus.br/download/EPM/Publicacoes/ObrasJuridicas/01%20corrigido.pdf?d=637027005321772560

Ministério da Fazenda - Conselho Nacional de Seguros Privados. 2017. Resolução CNSP Nº 348, de 25 de setembro de 2017. Brasil. Recuperado de: https://www2.susep.gov.br/safe/scripts/bnweb/bnmapi.exe?router=upload/18574

Ministério da Fazenda - Secretaria de Previdência. 2018. Portaria nº 48, de 19 de dezembro de 2018. Diário Oficial da União, 20 dez 2018. p. 139. Brasília: Ministério da Fazenda – Secretaria da Previdência. Recuperado de: https://www.in.gov.br/web/guest/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/56127521/imprensanacional

Ministério do Trabalho. 2022. “RAIS - 2020”. Acessado em 17 de março de 2022. http://pdet.mte.gov.br/rais

Ministério do Trabalho e Previdência. 2022. “Portaria Interministerial MTP/ME Nº 12, de 17 de janeiro de 2022”. Brasil. Recuperado em 19 de Março de 2022 de: https://in.gov.br/web/dou/-/portaria-interministerial-mtp/me-n-12-de-17-de-janeiro-de-2022-375006998

Santos, Samara Lauar, Cássio Turra, e Kenya Noronha. 2018. “Envelhecimento populacional e gastos com saúde: uma análise das transferências intergeracionais e intrageracionais na saúde suplementar brasileira”.

Revista Brasileira de Estudos Populacionais 35, no. 2. Recuperado em 23 de agosto de 2020 de: https://doi.org/10.20947/S102-3098a0062

Society of Actuaries. 2013a. “1983 IAM - Female”. Acessado em 17 de março de 2022. https://mort.soa.org/ViewTable.aspx?&TableIdentity=829

Society of Actuaries. 2013b. “1983 IAM - Male”. Acessado em 17 de março de 2022. https://mort.soa.org/ViewTable.aspx?&TableIdentity=830

Society of Actuaries. 2013c. “Annuity 2000 Basic Table - Female”. Acessado em 17 de março de 2022. https://mort.soa.org/ViewTable.aspx?&TableIdentity=884

Society of Actuaries. 2013d. “Annuity 2000 Basic Table - Male”. Acessado em 17 de março de 2022. https://mort.soa.org/ViewTable.aspx?&TableIdentity=885

Sousa, Camila, e Violeta Campolina Fernandes. 2019. “Aspectos históricos da saúde pública no Brasil: revisão integrativa da literatura”. Journal of Management e Primary Health Care 12: 1-17. Recuperado em 6 de outubro de 2020 de: https://doi.org/10.14295/jmphc.v12.579

Sun, Jessica Ya. 2018. “The Effects of Cash Transfers to Health Savings Accounts on Healthcare Utilization and Health”. Working Papers. School of Economics, Singapura. . Recuperado em 16 de novembro de: https://economics.smu.edu.sg/sites/economics.smu.edu.sg/files/economics/PG_JobCandidates/SunYa/JMP%20The%20Effects%20of%20Cash%20Transfers%20to%20Health%20Savings%20Accounts%20on%20Healthcare%20Utilization%20and%20Health.pdf

Superintendência de Seguros Privados, 2022. “BR-EMSsb-2015-f” e “BR-EMSsb-2015-m”. Acessado em 17 de março de 2022. http://www.susep.gov.br/menu/informacoes-ao-mercado/informacoes-tecnicas-e-planos-padroes/tabuas-biometricas-br-ems

Winklevoss, Howard E. 1993. Pension Mathematics with Numerical Illustrations. Philadelphia: University of Pennsylvania Press.

Yu, Hao. 2017. “China’s medical savings accounts: an analysis of the price elasticity of demand for health care”. The European Journal of Health Economics 18: 773–785, recuperado em 17 de novembro de 2020 de: https://doi.org/10.1007/s10198-016-0827-9

Zhang, Hui. e Peten P. Yuen. 2016. “Medical Savings Account balance and outpatient utilization: Evidence from Guangzhou, China”. Social Science e Medicine 151: 1-10. Recuperado em 15 de setembro de 2020 de: https://doi.org/10.1016/j.socscimed.2015.12.035

Downloads

Publicado

2022-09-28

Edição

Seção

Artigo