Uma análise sobre as desigualdades raciais e de gênero no mercado de trabalho durante a pandemia de COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-53575342mla

Palavras-chave:

Emprego, Desigualdade, COVID-19

Resumo

A pandemia causou uma crise econômica, sanitária e social no mundo inteiro, influenciando as pessoas de diferentes maneiras. O presente trabalho analisou, utilizando dados de 2020 no Brasil, as probabilidades relativas de mulheres brancas, mulheres negras e homens negros, comparativamente a homens brancos, estarem desempregado(a)s e no setor informal, no contexto de pandemia da COVID-19. Para tal, foi utilizada uma única cross-section repetida advinda de dados da PNAD COVID19, para os meses de maio, agosto e novembro. O modelo escolhido para a análise foi o logit binomial. Os resultados encontrados apontam que há efeitos distintos entre homens, mulheres, negros e brancos. As mulheres negras e brancas tiveram menor probabilidade de estarem ocupadas do que homens brancos. Porém, as diferenças nos cargos informais entre mulheres e homens negro(a)s em comparação aos homens brancos foram explicadas somente por características observadas que distinguem esses grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Rodrigues Gonçalves Tavares, EY

Mestre em Economia

Lorena Vieira Costa Lelis, Universidade Federal de Viçosa

Professora

Ana Cecilia de Almeida, Universidade Federal de Viçosa

Professora

Referências

Albanesi, S., e J. Kim. 2021. “The gendered impact of the COVID-19 recession os the US Labor Market”. National Bureau of Economic Research.

Almeida, A. C. D., F. N. F. D. Santos, V. S. Lirio, e L. Bohn. 2021. “Reflexões sobre as relações entre desigualdade de gênero, mercado de trabalho e educação dos filhos”. Observatório Socioeconômico – Textos para Discussão. UFSM.

Barbosa, R., e I. Prates. 2020. “Efeitos do desemprego, do Auxílio Emergencial e do Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (MP no 936/2020) sobre a renda, a pobreza e a desigualdade durante e depois da pandemia”. Mercado de Trabalho: conjectura e análise, n. 65.

Barros, R. P., S. Franco, R. Mendonça. 2007. “Discriminação e Segmentação no Mercado de Trabalho e Desigualdade de Renda no Brasil”. Texto para Discussão, IPEA.

Batista, A. L., e L. V. Costa. 2019. “Choques de renda e domicílios chefiados por mulheres e choques de renda: Uma análise para as regiões metropolitanas brasileiras no período de 2011 a 2015”. In: XLVII ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, São Paulo. Anais.

Bertrand, M., e S. Mullainathan, 2004. S. “Are Emily and Greg More Employable Than Lakisha and Jamal?A Field Experiment on Labor Market Discrimination”. American Economic Review, v. 94, n. 4, p. 991–1013.

Besamusca, J., K. Tijdens, M. Keune, e S. Steinmetz. 2015. “Working Women Worldwide. Age Effects in Female Labor Force Participation in 117 Countries”. World Development, v. 74, p. 123–141.

Brasil. 2020. Decreto n.º 10.412, de 30 de junho de 2020. Brasília: Brasil. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10412.htm

Brasil. Decreto n.º 10.488, de 16 de setembro de 2020. Brasília: Brasil. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10488.htm

Brasil. Lei n.º 13.982, de 2 de abril de 2020. Brasília: Brasil. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/lei/l13982.htm

Brasil. Medida Provisória n.º 936, de 1 de abril de 2020. Brasília: Brasil. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/mpv/mpv936.htm

Cameron, A. C., Trivedi, P. K. 2005. “Microeconometrics: methods and applications”. Cambridge University Press.

Cajner, T., T. Radler, D. Ratner, e I. Vidangos. 2017. “Racial Gaps in Labor Market Outcomes in the Last Four Decades and over the Business Cycle”. Finance and Economics Discussion. Washington: Board of Governors of the Federal Reserve System.

Chadarevian, P. C. 2011. “Para medir as desigualdades raciais no mercado de trabalho”. Brazilian Journal of Political Economy, v. 31, n. 2, p. 283–304.

Chantreuil, F., K. Fourrey, I. Lebon, e T. Rebière. 2021. “Magnitude and evolution of gender and race contributions to earnings inequality across US regions”. Research in Economics, v. 75, n. 1, p. 45–59.

Couch, K. A., e R. Fairlie. 2010. “Last hired, first fired? Black-white Unemployment and the business cycle”. Demography, v. 47, n. 1, p. 227–247.

Costa, J. S., e A. L. N. de H. Barbosa. 2021. Hecksher, Marcos. “Desigualdades no mercado de trabalho e pandemia da Covid-19”, Texto para Discussão, No. 2684, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

Cowan, B. W. 2020. “Short-Run Effects of Covid-19 On U.S. Worker Transitions”. National Bureau of Economic Research. Working Paper 27315.

Dang, H. H., e C. V. Nguyen. 2021. “Gender inequality during the COVID-19 pandemic: Income, expenditure, savings, and job loss”. World Development.

Fernandes, R., e P. Picchetti. 1999. “Uma análise da estrutura do desemprego e da inatividade no Brasil metropolitano”. Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 29, n. 1, p. 87–112.

Finlay, J. E. 2021. “Women’s reproductive health and economic activity: A narrative review”. World Development.

Freeman, R. B. 1999. “Changes in the labor market for black Americans, 1948-72”. Brookings Papers on Economic Activity, p. 87–112.

Gezici, A., e O. Ozay. 2020. “How Race and Gender Shape COVID-19 Unemployment Probability”. Social Science Research Network.

Gomes, C. E., R. L. Lima, M. S. Cunha, e M. R. Vasconcelos. 2019. “Transições no mercado de trabalho brasileiro e os efeitos imediatos da crise econômica dos anos 2010”. Economia e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 2, p. 481–511.

Guimarães, P. W., e C. M. dos Santos. 2010. “Determinantes da ocupação no mercado de trabalho de maridos e esposas”. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 6, n. 2, p. 23–43.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2019a. “Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil”. Estudos e Pesquisas – Informação Demográfica e Socioeconômica – n. 41

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2021. “Estatísticas de Gênero Indicadores sociais das mulheres no Brasil”. Estudos e Pesquisas – Informação Demográfica e Socioeconômica – n. 38. Acessado em 30 de outubro de 2022. https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101784_informativo.pdf

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2020. “PNAD COVID19 – Plano amostral e ponderação, 2020”. Acessado em 22 abril de 2021. http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/.

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). 2020. “Análise das transições no mercado de trabalho brasileiro no período da Covid-19”. Carta de Conjuntura, número 49.

Kolev, A., e P. S. Robles. 2015. “Ethnic wage gaps in Peru: What drives the particular disadvantage of indigenous women?”. International Labour Review, v. 154, n. 4.

Kosec, K., C. H. Mo, E. Schmidt, e J. Song. 2021. “Perceptions of relative deprivation and women’s empowerment”. World Development.

Lameiras M. A. P., e M. A. F. de H. Cavalcanti. 2020. “PNAD Covid-19 – divulgação de 14/8/2020 – principais destaques”. Carta de Conjuntura, Rio de Janeiro: Ipea, n. 48, 3o trim.

Lee, S. Y. T., M. Park, e Y. Shin. 2021. “Hit Harder, Recover Slower? Unequal Employment Effects of the Covid-19 Shock”. National Bureau of Economic Research.

Lui, L., C. E. Albert, R. M. Santos, e L. C. Vieira. 2021. “Disparidades e heterogeneidades das medidas adotadas pelos municípios brasileiros no enfrentamento à pandemia de Covid-19”. Trabalho, Educação e Saúde, v. 19.

Mattei, L., e V. L. Heinen. 2020. “Impactos da crise da Covid-19 no mercado de trabalho brasileiro”. Revista de Economia Política, v. 40, n. 4, p. 647–668.

Mckenzie, D. J. 2003. “How do households cope with aggregate shocks? Evidence from the Mexican peso crisis”. World Development, v. 31, n. 7, p. 1179–1199.

Ministério do Trabalho e Previdência. 2021. “Mercado de trabalho e empregabilidade da mulher”. Acessado em 30 outubro de 2022. https://www.gov.br/trabalho-e-previdencia/pt-br/acesso-a-informacao/participacao-social/conselhos-e-orgaos-colegiados/conselho-nacional-do-trabalho/site-antigo/comissoes-e-grupos-de-trabalho/gt-mercado-de-trabalho-e-empregabilidade-da-mulher/termo-de-referencia-empregabilidade-mulheres.pdf.

Modena, F., e C. L. Gilbert. 2012. “Household Responses to Economic and Demographic Shocks: Marginal Logit Analysis using Indonesian Data”, The Journal of Development Studies, 48:9, 1306-1322.

Montenovo, L., X. Jiang, L. Rojas, I. M. Schmutte, K. I. Simon, B. A. Weinberg, e C. Wing. 2020. “Determinants of Disparities in Covid-19 Job Losses”. National Bureau of Economic Research.

Oliveira, P. R. D., L. G. Scorzafave., e E. T. Pazello. 2009. “Desemprego e inatividade nas metrópoles brasileiras: as diferenças entre homens e mulheres”. Nova Economia, v. 19, n. 2, p. 291–324.

Bartholo, L., A. B. D. Paiva, M. B. Pinheiro, E. C. Licio, e M. A. C. Natalino. 2020. “As transferências monetárias federais de caráter assistencial em resposta à COVID-19: mudanças e desafios de implementação”. Diretoria de Estudos e Políticas Sociais - IPEA.

Reis, M., e M. Águas. 2014. “Duração do desemprego e transições para o emprego formal, a inatividade e a informalidade”. Economia Aplicada, v. 18, n. 1, p. 35–50.

Sabarwal, S., N. Sinha, e M. Buvinic. 2010. “How Do Women Weather Economic Shocks? A Review of the Evidence”. World Bank / Poverty Reduction and Economic Management Network Gender and Development Unit.

Silva, D. S., e S. Caetano. 2021. “Choques de oferta e de demanda de trabalho no período da Covid-19”. In: XLIX ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, XLIX, São Paulo. Anais.

Silva, M. M. D. C., e M. H. Shinkoda. 2021. “The gender gap and Covid-19 pandemic: an analysis for net Brazilian

formal jobs destruction”. In: XLIX ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, XLIX, São Paulo. Anais.

Silva, T. D., e S. P. Silva. 2021. “Trabalho, População Negra e Pandemia: notas sobre os primeiros resultados da PNAD Covid-19”. Boletim de Análise Político-Institucional. IPEA.

Wroblevski, B., e M. S. D. Cunha. 2020. “Determinantes das transações no mercado de trabalho brasileiro, crise econômica e desigualdade racial: uma análise para o período 2012-2019”. In: XLVIII ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, XLVIII, São Paulo. Anais.

Downloads

Publicado

2023-12-19

Edição

Seção

Artigo